Saiba quais os 5 clubes que mais gastaram com reforços para 2019

Yahoo Esportes
<em>Arrascaeta custou mais ao Fla do que o investimento dos demais clubes (Vinnicius Silva/Cruzeiro)</em>
Arrascaeta custou mais ao Fla do que o investimento dos demais clubes (Vinnicius Silva/Cruzeiro)

* O Flamengo se tornou nesta quarta-feira o clube que mais investiu em reforços no Brasil para 2019, ultrapassando o Palmeiras. O Blog fez um levantamento envolvendo todos os integrantes da Série A e apresenta aqui os cinco que mais gastaram até agora, pela ordem: Flamengo, Palmeiras, São Paulo, Atlético-MG e Cruzeiro. Destes, somente o Corinthians não disputará a Libertadores.

Receba notícias esportivas direto no seu WhatsApp

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O curioso é que o Flamengo se tornou o dono do maior investimento com apenas duas contratações: Arrascaeta e Rodrigo Caio. O meia uruguaio chega por € 15 milhões (R$ 63,7 milhões), enquanto Rodrigo Caio por € 5 milhões (R$ 21,3 milhões). No total, o Fla já desembolsou R$ 85 milhões. Vale lembrar que Gabigol ficará na Gávea por empréstimo, sem custos.

Depois, aparece o Palmeiras, com cinco reforços, que custaram R$ 62,5 milhões. São eles Carlos Eduardo (ex-Pyramids), Zé Rafael (ex-Bahia), Matheus Fernandes (ex-Botafogo), Arthur Cabral (ex-Ceará) e Felipe Pires (ex-Austria Viena). Nenhum integrante do quinteto chega com status de titular, mas dá para perceber a preocupação do Verdão em ter um elenco para o futuro, já que os reforços são bem jovens.

Leia mais:
– Real procurou Mourinho após demitir Lopetegui, mas ouviu “não”
– Hernanes repete primeira passagem e estreia pelo São Paulo nos EUA
– Quando começa a Libertadores 2019? Preliminares, fase de grupos, calendário e mais

O São Paulo é o terceiro que mais gastou, com R$ 45,2 milhões. Mais da metade foi colocado na contratação de Pablo, adquirido do Athletico Paranaense por R$ 25,2 milhões. Os demais são Hernanes (Hebei China Fortune), Léo Pelé (Bahia), Tiago Volpi (Querétaro), Igor Vinícius (Ponte Preta), Biro Biro (Shanghai Shenxin) e Willian Farias (Vitória).

O Atlético-MG, que assim como o São Paulo disputará a pré-Libertadores, foi o quarto que mais gastou principalmente por causa do zagueiro Igor Rabello. A transferência custou R$ 13 milhões, além do repasse do também zagueiro Gabriel. O lateral-direito Guga, do Avaí, teve 70% dos direitos econômicos adquiridos por R$ 8 milhões, enquanto o zagueiro Réver, ex-Flamengo, custou R$ 500 mil.

O Corinthians, quinto do ranking, tem sete caras novas, mas gastou em apenas três delas: Sornoza e Richard (do Fluminense) e André Luís (do Cianorte, embora estivesse jogando na Ponte). Ramiro (Grêmio), Boselli (Leon), Michel Macedo (Las Palmas) e Gustavo Mosquito (Coritiba) não tiveram custos.

OS CINCO TIMES QUE MAIS GASTARAM PARA 2019

1º FLAMENGO: R$ 85 milhões
– Arrascaeta: R$ 63,7 milhões
– Rodrigo Caio: R$ 21,3 milhões
– Gabigol: R$ 0 (empréstimo)

2º PALMEIRAS: R$ 62,5 milhões 
– Carlos Eduardo: R$ 23,9 milhões  

– Zé Rafael: R$ 17 milhões
– Matheus Fernandes: R$ 14,9 milhões  
– Arthur Cabral: R$ 5 milhões
– Felipe Pires: R$ 1,7 milhão 

3º SÃO PAULO: R$ 45,2 milhões
– Pablo: R$ 25,5 milhões
– Hernanes: R$ 12,7 milhões
– Léo Pelé: R$ 3 milhões
– Tiago Volpi: R$ 1,8 milhão (empréstimo)
– Igor Vinícius: R$ 300 mil (empréstimo)
– Biro Biro: R$ 0
– Willian Farias: R$ 0

4º ATLÉTICO-MG: R$ 21,5 milhões
– Igor Rabello: R$ 13 milhões
– Guga: R$ 8 milhões
– Réver: R$ 500 mil

5º CORINTHIANS: R$ 20,8 milhões
– Sornoza: R$ 11 milhões
– Richard: R$ 8 milhões
– André Luís: R$ 1,8 milhão
– Ramiro**: R$ 0
– Boselli: R$ 0
– Michel Macedo: R$ 0
– Gustavo Mosquito: R$ 0

* atualizado às 9h38
** o Corinthians terá de pagar € 3 milhões a Giuliano Bertolucci quando vender Ramiro

Leia também