Saiba quais foram os países que compraram mais ingressos para a Copa do Mundo

Torcida da Tunísia está no Qatar em peso, mas compraram poucos ingressos (Foto: Giuseppe Cacace/AFP)


Os qataris estão mesmo empolgados para a Copa do Mundo. Tanto que, mesmo com uma população estimada em 2,9 milhões de habitantes, quase 1/3 dos qataris estarão nos jogos do Mundial. Dos bilhetes comercializados, até o último balanço divulgado pela Fifa, 947.046 bilhetes foram vendidos para moradores do país, o que não significa que são os próprios qataris.

Em segundo lugar, bem atrás, aparecem os Estados Unidos. Os norte-americanos estarão em peso na Copa do Mundo. Por enquanto, segundo o balanço atual, 146.616 ingressos estão na mão dos americanos, com a Arábia Saudita colada. País vizinho do Qatar, os árabes também prometem apoiar muito sua seleção, que está no Grupo C ao lado de Argentina, México e Polônia, com 123.228 bilhetes.

+ Entenda por que a cerveja está sendo proibida em boa parte da Copa do Mundo

Da Europa, o recordista de ingressos é a Inglaterra. Os ingleses, fanáticos por futebol, compraram 91.632 ingressos até o último balanço, pouco mais de 400 que os mexicanos que aparecem logo em seguida com 91. 173 ingressos. Eliminados na repescagem e fora da Copa, os moradores dos Emirados Árabes também estarão presentes com força no Mundial. Eles adquiriram 66.127 ingressos até agora.

Mesmo em crise financeira, os argentinos estão se esforçando e por enquanto 61.083 bilhetes foram comprados pelos hermanos, praticamente o dobro do Brasil. Com o dólar e o euro altíssimos, os brasileiros conseguiram comprar até agora apenas 39.546 ingressos.

COPA DO MUNDO MAIS CARA DA HISTÓRIA

Ir para essa Copa do Mundo não está fácil. Por isso, pela primeira vez, o número de brasileiros deverá ser extremamente reduzido. Um estudo feito pela empresa inglesa Keller Sports revelou que este Mundial está quase 40% mais caro do que foram os ingressos na Rússia em 2018. Isso só falando de bilhetes.

+ 'Sincerão', CR7 promete encerrar a carreira em caso de título de Portugal na Copa

Quando o assunto é hospedagem e passagens aéreas , o custo médio praticamente triplica. As empresas que costumam fazer esses trajeto são as mais caras de todo o planeta. Hotéis na região, mesmo assim, estão todos esgotados, mesmo com diárias que podem custar até R$ 20 mil.

- A Copa do Mundo no Catar já é considerada a mais cara de todos os tempos. A construção de seis novos estádios e a reforma completa de outras duas arenas no país teriam custado cerca de 3 bilhões de dólares - diz o estudo.

VEJA OS 10 PAÍSES QUE MAIS COMPRARAM INGRESSOS

Catar 947.460
EUA: 146.616
Arábia Saudita: 123.228
Inglaterra: 91.632
México: 91.173
Emirados Árabes: 66.127
Argentina: 61.083
França: 42.287
Brasil: 39.546
Alemanha: 38.117