Saiba fatores que levam o Botafogo a fazer nova investida por 'retorno' de atacante

Júnior Santos não será jogador do Botafogo nesta temporada (Armando Paiva)


O fato do Botafogo fazer uma nova investida para contar com o atacante Júnior Santos até o fim de 2023 traz algumas peculiaridades. Por ter respaldo do gestor John Textor para traçar um planejamento a médio ou longo prazo, Luís Castro naturalmente conseguiria uma solução "interna" para encontrar o ponta que tanto precisa.


+ MERCADO DA BOLA: veja as transferências no seu time de coração

Embora seja centroavante de ofício, Júnior Santos ganhou moral com Castro ao atuar pelos lados. O comandante alvinegro viu no atacante uma alternativa de força física e de explosão. Além dito, sua dedicação como marcador fez com que o atacante se consolidasse entre os titulares.

+ O Campeonato Carioca começou. Veja a tabela e simule os jogos!


O jogador de 28 anos atuou em 15 rodadas do Brasileirão, balançou a rede uma vez e deu passes para dois gols do Glorioso. Seu desempenho contribuiu para a equipe obter uma das vagas na Copa Sul-Americana (e lutar até a última rodada por uma das vagas na Copa Libertadores). Isto contribuiu para o técnico Luís Castro confiar em um progresso ainda maior caso ele siga em 2023.

Outro aspecto pode deixar o Botafogo em vantagem em uma disputa pelo jogador. Por mais que clubes brasileiros também coloquem Júnior Santos na pauta, a maneira como conhece o trabalho de Luís Castro e guarda lembranças com a camisa alvinegra pode fazer com que "retorne" ao clube.

O Botafogo propôs ao Sanfrecce Hiroshima um novo empréstimo de Júnior Santos. Porém, caso o negócio se concretize, desta vez arcará integralmente com os salários.