Saída pela esquerda? Jorge tenta ser preciso em sua trajetória no Fluminense

Jorge tenta uma retomada no futebol nacional (Foto: Divulgação/Fluminense)


A expectativa de uma afirmação definitiva para a lateral esquerda marca o novo momento do Fluminense. A oficialização de Jorge, que estava no Palmeiras, tenta aparar as arestas de um setor que rendeu muitas dores de cabeça nas Laranjeiras.

+ MERCADO DA BOLA: saiba como está a movimentação no seu time de coração

Após a falta de afirmação do leque de opções nos últimos anos, o técnico Fernando Diniz encerrou a temporada recorrendo ao improviso. O meia Alexsander atuou na lateral na reta final do Brasileirão e teve bons momentos. Cabe a Jorge tentar engatar uma esperada sequência neste regresso ao futebol nacional. A ida para as Laranjeiras traz a esperança de alcançar uma esperada sequência. Foram apenas nove oportunidades (cinco iniciando como titular) com a camisa do Verdão no Campeonato Brasileiro

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Alexsander ganhou a titularidade na posição no tricolor ao superar Cristiano. O atleta havia retornado ao Brasil após um longo período no Sheriff Tiraspol (MDV). No entanto, após um início no qual mostrou muito ímpeto, aos poucos sua falta de precisão em cruzamentos começou a despertar desconfiança e fez com que ele perdesse espaço aos poucos.

+ Títulos, gols, cinema, música e mais: a vida e a obra de Pelé, o Rei do Futebol

O declínio de outros jogadores fez com que a busca por Jorge entrasse em cena. O lateral-esquerdo, que teve passagem aquém da esperada no Verdão em 2022, tem uma vasta experiência na Europa.

Além disto, o Fluminense viu outros jogadores do setor patinarem. Pineida teve alguns momentos promissores na atual temporada. Porém, gradativamente foi perdendo fôlego até sair dos planos e ver seu contrato acabar no último dia do ano passado. Danilo Barcelos, por sua vez, estava descartado desde maio e chegou a defender o Goiás. Agora que o vínculo com o clube tricolor chegou ao fim, ele acertou sua ida para o Ceará.


Cabe a Jorge acabar com este estigma que assombrou a lateral esquerda do Fluminense no ano passado e se afirmar como titular nas Laranjeiras. Em um ano no qual os tricolores têm a Libertadores ao horizonte e disputam em várias frentes, o sonho de se projetar fica ainda mais acalentado pelo camisa 6.