Saída de estrangeiros 'alivia' limite do São Paulo na próxima temporada

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Além de trabalhar para trazer novos jogadores para a equipe, o São Paulo também vem reformulando o elenco e já anunciou sete saídas. O curioso é que desses sete atletas, três são estrangeiros: o lateral colombiano Orejuela, o meia argentino Benítez e o atacante equatoriano Rojas, o que representa 42% das saídas.

O São Paulo 'sofreu' com limites de estrangeiros na última temporada. No elenco comandado por Hernán Crespo e por Rogério Ceni, eram oito jogadores que não nasceram no Brasil: o lateral-direito Orejuela, o zagueiro Arboleda, o volante Gabriel, o meia Benítez, e os atacantes Rojas, Galeano, Rigoni e Calleri.

No entanto, a CBF coloca cinco jogadores estrangeiros como limite para cada partida. A situação rendeu até mesmo uma saia-justa na equipe, quando Crespo relacionou seis jogadores estrangeiros contra o Flamengo e teve que cortar Orejuela da relação para não sofrer sanções.

Além disso, outro jogador estrangeiro que deve confirmar a sua saída no final da temporada é o atacante paraguaio Galeano, que está emprestado pelo Rubio Ñú-PAR.

Dentre os jogadores confirmados, nenhum é estrangeiro. O São Paulo trouxe até agora o goleiro Jandrei, que estava no Santos, o lateral-direito Rafinha e o meia Alisson, que estavam no Grêmio. Dos jogadores sondados, apenas o venezuelano Soteldo é estrangeiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos