Sócios do Vasco atingem meta por pedido de eleições diretas via Código Civil


O movimento "Nova Resposta Histórica" anunciou, nesta sexta-feira, que atingiu a meta de assinaturas para convocar uma Assembleia Geral para aprovação das eleições diretas no clube através do Código Civil Brasileiro. O documento será entregue ao presidente da Assembleia, Faues Jassus, o Mussa, no dia 17 de março, às 17h.

O grupo tenta conseguir as assinaturas desde o final de 2019. Isso porque era necessário o recolhimento de 20% das assinaturas dos sócios estatutários adimplentes do clube, o que dá algo em torno de 1.100 associados. Os organizadores obtiveram um número até maior. O objetivo era fazer a lei se sobrepor ao estatuto do Vasco.

O Conselho Deliberativo do Cruz-Maltino aprovou, em dezembro do ano passado, a proposta das eleições diretas. No entanto, para que isso tenha validade, é necessário que o sócio aprove a alteração em uma Assembleia Geral. Caso tudo avance, como é a tendência, o novo formato passa a valer já no pleito deste ano.




Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também