Sóbis diz estar pronto se o time precisar e ainda ser referência para os jogadores mais jovens

Valinor Conteúdo
·2 minuto de leitura


Rafael Sóbis já chegou ao Cruzeiro, assinou contrato até o fim de 2021 e sabe bem qual será sua missão na Raposa depois de voltar ao clube, um ano após encerrar sua primeira passagem por BH.

O jogador já havia dito que este será o maior desafio da carreira e comentou sobre os questionamentos que recebeu por retornar o Cruzeiro. Até de “louco” Sobis foi chamado.

-As pessoas que convivem falaram: “Você é louco, você é maluco”. Mas não, eu conheço muito bem isso aqui, eu fui feliz aqui, então só tenho boas recordações. O momento é outro, a luta é outra e vamos enfrentar. É, sim, o maior desafio da minha vida. Quando vamos ficando mais velho, a gente começa a querer desafios, ter ambições dentro da profissão. E esse, se eu conseguir, vai ser com certeza o mais difícil e o mais saboroso - disse.

O atacante, ciente do momento do Cruzeiro, afirmou que vai viver clube 24 horas por dia.

- Uma felicidade que não cabe dentro de mim. As pessoas que convivem comigo sabem o quanto eu estou feliz. É um momento mágico, é uma oportunidade gigantesca, voltar para o lugar onde eu fui tão feliz. Então, a partir de agora é se dedicar, viver o Cruzeiro 24 horas, porque a nossa luta é árdua, é difícil, mas se nos dedicarmos bastante, no final, vai ser feliz-comentou o veterano, que se vê como um reforço que pode ajudar fora dos campos, sendo referência para os mais novos.

- Acho que acima de tudo é entender o momento, tudo o que está acontecendo. Eu vou conversar bastante, vou perguntar bastante, porque, pela minha experiência, não posso tentar ajudar só dentro de campo. Tenho que ajudar fora, principalmente os meninos, que é uma camisa pesada, não é fácil vestir a camisa do Cruzeiro. E dando dicas, tomara que eles escutem, são meninos bons, já deu para sentir, trabalhadores. E a gente vai mesmo caminho, não tem como dar errado-disse.

Por fim, o atacante celeste se disse pronto para estrear, faltando apenas a regularização na CBF para ficar à disposição de Luiz Felipe Scolari.

- Pronto, pronto. Só esperar os trâmites que faltam algumas coisas, mas os clubes já estão em contato justamente para solucionar isso. E eu estava jogando, treinando, bem fisicamente. É só questão de entrosar com os companheiros e que bom que tem um tempinho até o primeiro jogo, porque depois vem uma sequência forte. E tentar treinar, conversar bastante, saber o que o professor mais gosta, a forma de treinamento e vamos pra luta, que está só começando-concluiu.