Sóbis comemora final contra o Atlético: “dois anos fora é muito”


O Cruzeiro chega a sua primeira final de Campeonato Mineiro após dois anos longe da disputa. A última vez que alcançou a decisão foi em 2014, quando Marcelo Oliveira ainda era o treinador da agremiação. Para Rafael Sóbis, uma das metas dos atletas foi alcançada com a finalíssima contra o Galo.

“É super importante, foi uma das metas era chegar a final, por tudo que aconteceu, por dois anos, o clube pode ficar um ano fora, mas dois, penso eu, é demais, por todo investimento que é feito. Chegou a final tão sonhada, dois clubes importantes, duas grandes potencias do Brasil, está sendo legal viver essa semana”, destacou o camisa 7.

Apesar de não chegar as finais do Campeonato Mineiro há dois anos, o Cruzeiro também vive grande vantagem em vitórias sobre o Galo. O clube azul não perde para o alvinegro há dois anos, desde abril de 2015. Nesta temporada, as equipes já se encontraram em duas ocasiões, uma pelo Campeonato Mineiro e outra pela Primeira Liga, ambas vencidas pela Raposa. Sóbis, entretanto, reconhece que o momento é diferente.

“São jogos diferentes dos dois que passaram, aqueles eram outros momentos, agora são dois jogos, eles têm vantagem que adquiriram na primeira fase, mas é uma estratégia, é um jogo de estratégia, outra forma de pensar, não vai se decidir somente em um jogo”, analisou.

De 2016 para a atual temporada, Mano Menezes mudou a forma de Rafael Sóbis jogar. Antes o atleta atuava aberto pelas pontas e agora é o homem central da área, mas trocando de posição as vezes com outros atletas. Ele avalia sua participação.

“Eu me sinto muito bem, muito bem mesmo, não só gols, o futebol vai muito além disso, eu me sinto bem, sinceramente não preocupo em fazer gols ou não, quando os companheiros fazem gols parece que são meus. Se eu não for campeão e fizer gols não vale nada. Se eu for campeão não fazendo gols vale muito. Me sinto bem, faço boa função, que eu gosto”, finalizou.