"Só invejosos não gostam de Cristiano Ronaldo", diz ex-companheiro

Goal.com

A busca de Cristiano Ronaldo pela perfeição é tanta que ele fica bravo se erra um chute durante os treinamento. É o que disse o ex-companheiro de seleção Costinha, que também deu uma declaração inusitada sobre quem não gosta do atacante.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Não é possível não gostar de Cristiano Ronaldo a não ser que você seja um invejoso", afirmou o ex-jogador à Goal. "Ele é humilde e eu fico muito feliz pelo sucesso que ele tem hoje. Eu o vi trabalhar para ser o melhor e, como português, eu tenho muito orgulho dele".

Leia também:

Costinha presenciou um treinamento do Real Madrid em 2012 a convite de José Mourinho. O clube espanhol se preparava para as semifinais da Liga dos Campeões daquele ano, contra o Bayern de Munique, treinando finalizações. Ele ficou impressionado com uma reação de Cristiano Ronaldo.

"Em vinte chutes, ele perdeu apenas um. A maioria dos jogadores perdeu entre seis e dez. Quando ele errou, todo mundo começou a rir e ele ficou muito bravo. Então, ele pegou uma bolsa com bolas e ele foi chutar sozinho em outro gol. Na cabeça dele, ele precisa de 20 chutes certos".

Recentemente, outra cena de Crstiano Ronaldo em treinamentos chamou atenção. O português cinco vezes melhor do mundo chegou quatro horas antes do programado em uma sessão na Juventus para treinar sozinho. Depois dessas quatro horas de trabalho, o craque treinou normalmente com o restante do grupo.

O ex-meia esteve em momentos marcantes da carreira de Cristiano Ronaldo: na estreia do craque pela seleção nacional, contra o Cazaquistão em 2003, na Eurocopa de 2004 e também na Copa do Mundo de 2006, a primeira de CR7 e a que ele chegou mais longe.

Vendo de longe o sucesso que Cristiano Ronaldo alcançou com Portugal, campeão da Euro 2016 e da Liga das Nações de 2019, Costinha não se surpreende. "Você poderia ver lá atrás que ele queria ser o melhor. Ele treinava para ser o melhor. Ele era incrível".

"Ele respeitava os jogadores mais velhos e perguntava muitas coisas para se tornar melhor. Pouco a pouco, ele ganhou o seu espaço no time e Portugal se beneficiou muito com sua personalidade e liderança", completou Costinha.

Aos 35 anos, Cristiano Ronaldo ainda rivaliza muito com Lionel Messi, 32. E Costinha não foi o único compaheiro de CR7 que, recentemente, o colocou no topo do futebol mundial. Rodrigo Tello o comparou a Michael Jordan. Já Matthijs de Ligt, seu companheiro de Juventus, brinca que duvida da idade do craque.

Nani, outro ex-companheiro do craque, também confirmou que Cristiano Ronaldo é competitivo em tudo o que faz.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também