Só a fé não bastou: São Paulo goleia Goiás, mas perde vaga na Libertadores com resultados

Galoppo marcou o seu primeiro gol com a camisa são-paulina neste domingo (Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC)


Durou 17 minutos o sonho do São Paulo de se classificar à próxima edição da Copa Libertadores. A equipe fez sua parte, goleou o Goiás por 4 a 0 na tarde deste domingo (13), no estádio da Serrinha, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Mas a combinação dos outros resultados não ajudou. E o Tricolor está fora da principal competição continental.


+ ATUAÇÕES: Giuliano Galoppo e Marcos Guilherme desencantam em “última dança” do São Paulo no ano

O Tricolor já havia aberto o placar no primeiro tempo com Galoppo, que ganhou uma chance entre os titulares e marcou seu primeiro tento com a camisa do clube do Morumbi, quando veio a informação do gol do Athletico-PR sobre o Botafogo, em Curitiba (PR). Ao mesmo tempo, o Atlético-GO já surpreendia o América-MG em Belo Horizonte (MG).

Alegria, euforia, fé, crença... os são-paulinos já imaginavam a escrita de uma história heroica, principalmente se relembrado o que o time passou nessa reta final de temporada. Mas faltou combinar com o Fortaleza. Na Vila Belmiro, o tricolor nordestino fez dois gols sobre o Santos, definiu sua vitória e conquistou a única vaga em aberto que restava para a Libertadores.

Luciano e Marcos Guilherme ainda marcaram para o São Paulo, que com a vitória expressiva em Goiânia (GO) ficou em nono lugar na classificação, com 54 pontos. O time esmeraldino é o 13º, com 43. Ambos estarão na próxima Copa Sul-Americana, competição em que o Tricolor chegou à final nesta temporada.

Como consolação, o São Paulo festeja os R$ 27 milhões ganhos da CBF pela sua posição final no torneio nacional. E inicia de vez o planejamento para 2023, com Rogério Ceni mantido no banco de reservas.

O JOGO

O jogo começou com uma notícia animadora para o São Paulo. O artilheiro Pedro Raul sentiu uma contusão pouco antes do início do jogo e acabou sacado dos 11 iniciais esmeraldinos.

A notícia pode der surtido efeito positivo ao Tricolor, que começou o jogo melhor em campo. Aos 9', Nestor cobrou escanteio na medida para Ferraresi subir e testar nas mãos do goleiro Tadeu. Três minutos depois, Welington fez boa jogada pela esquerda e rolou limpo para Nestor, que concluiu por cima do travessão.

Era o prenúncio do que aconteceria. Aos 19', Igor Gomes recebeu pela direita e cruzou. Calleri tentou a finalização, errou e a bola sobrou limpa para Galoppo cabecear no cantinho de Tadeu para abrir o placar.

O São Paulo amassava o Goiás, mas o gol fez a equipe paulista diminuir o ímpeto inicial. Melhor para os mandantes, que aproveitaram o momento de sonolência para enfim aparecer no jogo. Aos 34', Vinícius recebeu bom passe de Hugo, que cortou Ferraresi e bateu cruzado, exigindo boa defesa de Felipe Alves.

O dia, contudo, ia se desenhando tricolor. E com a vantagem no placar, os visitantes administravam bem a parada. Sem esquecer de levar os perigos costumeiros. Aos 48', Galoppo encontrou Nestor pela esquerda. O meia avançou e deu passe açucarado para o meio da para, onde Luciano tinha tudo para fazer o segundo, mas parou nas mãos do goleiro Tadeu.

> Confira classificação, jogos e simule resultados do Brasileirão-22
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!

TRICOLOR ALCANÇA GOLEADA, MESMO COM RODADA NÃO AJUDANDO

O tempo ia passando, os resultados acontecendo. E o São Paulo dividia suas atenções entre o estádio da Serrinha e os jogos que lhe interessavam na última rodada.

Nesse clima, o Goiás encontrava os espaços necessários. Aos 7', Nicolas recebeu na intermediária, carregou até perto da meia-lua e chutou forte, reste à trave direita de Felipe Alves.

A resposta são-paulina veio aos 13'. Nestor cobrou falta com perigo e Galoppo apareceu para desviar por cima das metas de Tadeu, com muito perigo.

O tempo ia passando e o Tricolor ia impondo de novo o seu domínio. Aos 20', boa troca coletiva de passes fez com que Calleri recebesse a bola de cara pro gol. O camisa 9 armou o bote, mas foi travado na hora da batida.

Aos 25', contudo, o São Paulo pavimentou a vitória. Léo achou Calleri, que de primeira deu a assistência para Luciano, de frente para o gol, girar e finalizar no cantinho de Tadeu, marcando o segundo.

Aos 31', mais um tento são-paulino. Marcos Guilherme invadiu a área fazendo fila, perdeu o ângulo, mas fez a tabela com Talles Costa e bateu no canto direito do goleiro para ampliar.

Em um domingo de felicidade para encerrar bem o ano, o garoto Juan recebeu lançamento de Talles Costa, invadiu a área e bateu cruzado na saída de Tadeu para definir a goleada na Serrinha e mostrar que a garotada pode sim trazer bons frutos ao Morumbi no ano que vem.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 0 x 4 SÃO PAULO
38ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO


Local: Estádio da Serrinha, Goiânia (GO)
Data e hora: 13/11/2022, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (CE)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) [Fifa] e Luanderson Lima dos Santos (BA)
VAR: Wagner Reway (PB)
Público e renda:

Cartões amarelos: Maguinho e Auremir (Goiás)
Cartões vermelhos:

GOLS
Galoppo aos 19min do 1ºT (1-0), Luciano aos 25min do 2ºT (2-0), Marcos Guilherme aos 32min do 2ºT (3-0) e Juan aos 47min do 2ºT (4-0)

GOIÁS
​Tadeu; Maguinho, Lucas Halter, Reynaldo e Hugo (Henrique Lordeiro, 27/2); Auremir (Renato Júnior, 19/2), Matheus Sales (Danilo Barcelos 27/2), Marquinhos Gabriel (Nathan, 42/2) e Diego (Douglas Silva, intervalo); Vinícius e Nicolas
Técnico: Jair Ventura

SÃO PAULO
​Felipe Alves, Rafinha, Ferraresi e Léo; Igor Gomes, Pablo Maia, Rodrigo Nestor (Talles Costa, 23/2), Galoppo (Marcos Guilherme, 23/2) e Welington (Reinaldo 34/2); Luciano (Juan 34/2) e Calleri (Bustos 34/2)
Técnico: Rogério Ceni