Série de quatro Ba-Vi’s em 10 dias começa nesta quinta pelo Nordestão

Quatro clássicos em 10 dias. O torcedor baiano terá muitas emoções pela frente, pois nesta quinta-feira, pela Copa do Nordeste, no estádio do Barradão, se inicia a série de jogos decisivos entre Bahia e Vitória.

Os rivais estão disputando tanto a semifinal do Nordestão quanto as finais do Campeonato Baiano. Ambos os confrontos terão partidas de ida e de volta, começando nesta quinta, e vão até o dia 7 de maio, quando será disputado o último duelo do Estadual. Por conta de uma determinação do Ministério Público baiano, todos os encontros entre Tricolor e Rubro-Negro em Salvador, deverão ser realizados com torcida única.

Com o grande número de clássicos decisivos pela frente, a palavra de ordem no Leão da Barra é humildade. O elenco comandado pelo técnico Argel Fucks não quis saber de falar em favoritismo, mesmo após ter se saído melhor no primeiro encontro com o rival em 2017, em plena Fonte Nova, pelo Estadual.

“Cinquenta, cinquenta. Clássico a gente sabe que a responsabilidade é de ambos. A gente sabe que muita coisa está em jogo. A gente venceu o primeiro clássico no Campeonato Baiano dentro da casa do adversário, acho que isso é passado, a gente já digeriu bem. Talvez ficou um pouquinho o gosto amargo do lado de lá. A gente sabe que agora esses próximos quatro jogos aí vão ser diferentes, tanto para nós quanto para equipe adversária”, apontou o zagueiro Fred.

Apesar de alguns nomes no DM, Argel, que fez mistério e fechou os últimos treinos, pôde contar com dois retornos. O atacante Kieza não treinou junto da equipe nesta terça-feira, mas participou normalmente dos trabalhos de finalização desta manhã e aparece entre os relacionados para o próximo compromisso, ficando à disposição do treinador. Baixa desde antes do Ba-VI, o camisa 9 vinha tratando de um estiramento.

Quem também volta à lista de convocados é o volante Willian Farias, que foi poupado do último jogo e se mostrou recuperado de um desconforto muscular. Gabriel Xavier, com uma lesão de grau 1 na coxa, segue sendo desfalque, assim como o volante José Welison, que passou por uma cirurgia no joelho.

Pelo lado do Bahia, foi valorizado o fato das atenções estarem viradas apenas para um adversário. O Esquadrão de Aço também vê a oportunidade de vingar a derrota sofrida no Ba-Vi realizado no começo do mês.

“Na base, o máximo que tive foi dois Ba-Vi’s em quatro dias. Quatro em dez dias é bem diferente. Vai ser só pensar no rival, é incrível, não tem isso de mudar a chave, vai ser só o Vitória. Todo o trabalho vai ser feito para vencer o Vitória”, apontou o zagueiro Éder, que no primeiro duelo da série será utilizado como lateral direito, por conta da suspensão de Eduardo.

“Com certeza, ninguém gosta de perder. Quem vence a gente vai ficar entalado. Da mesma forma que eles ganharam na nossa casa, a gente vai chegar para ganhar na casa deles”, completou o defensor.

 

Em termos de escalação, Guto não revelou nada, mas não deve fugir do que tem utilizado ultimamente. A única mudança além da que o treinador terá que fazer na lateral, é a entrada de Tiago Fonseca na posição original de Éder. Tiago está sendo cogitado para ser titular, porque Jackson voltou a treinar apenas nesta semana e não tem grandes chances de sair jogando.

Está semifinal da Copa do Nordeste coloca frente à frente dois dos maiores campeões do torneio. O Vitória é a equipe com mais títulos, somando quatro, enquanto o Bahia aparece como o terceiro com mais conquistas na região, tendo levantado a taça em duas oportunidades.