Série A-2 do Paulista começa com Portuguesa tentando mudar de rumo no seu centenário

LUCA CASTILHO
Folhapress

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com clubes de tradição como Juventus, XV de Piracicaba, Taubaté, São Bento e Portuguesa Santista, a Série A-2 do Campeonato Paulista promete uma dura batalha entre os 16 concorrentes pelas duas vagas na elite.

Entre eles, a Portuguesa, que escapou por pouco da queda à Série A-3 em 2019, junta os cacos e aposta no seu centenário, que será festejado em 14 de agosto, para dar a volta por cima.

Atualmente, a equipe rubro-verde disputa apenas a  A-2 e a Copa Paulista, mas sonha em encerrar o ano na elite estadual e com calendário nacional em 2021.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"No ano do centenário, existe uma pressão muito grande. A equipe precisa ressurgir e acreditamos muito que estamos no caminho correto. Fizemos uma pré-temporada de dois meses e esses jogadores foram comprando cada vez mais a nossa ideia", afirma o técnico Moacir Júnior, campeão potiguar com o América-RN em 2019.

"Ninguém aqui é responsável pelo que aconteceu, mas é responsável pelo resgate da equipe.  Esperamos que os resultados sejam condizentes com o que estamos fazendo. Seria gratificante reacender a chama desse clube centenário, que tem uma torcida apaixonada e uma história maravilhosa", comentou Moacir, que comanda uma equipe com jovens revelados na base e atletas experientes.

"A expectativa é fazer um excelente campeonato, um acesso e, quem sabe, buscar o título. Mas a gente sabe que é um caminho longo", diz o atacante Lúcio Flávio, 33 anos, um dos principais reforços da equipe.

Antes, porém, a equipe do Canindé terá de encarar um caminho tortuoso para avançar entre os oito melhores em 15 rodadas, além do mata-mata.

As novidades entre os clubes neste ano serão o São Caetano e o São Bento, rebaixados da Série A-1, e o Audax e o Monte Azul, que ascenderam da A-3.

Leia também