São Paulo vence o Rentistas e se mantém 100% na Libertadores

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O São Paulo venceu o Rentistas (URU) por 2 a 0 na noite desta quinta-feira (29), no Morumbi, pela segunda rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Pablo, com assistência de Daniel Alves, e Reinaldo, de pênalti, anotaram os gols do triunfo são-paulino.

Com a vitória, a equipe do técnico Hernán Crespo vai a 6 pontos na liderança do Grupo E e mantém os 100% de aproveitamento até aqui no torneio continental. O Racing (ARG), adversário dos tricolores na próxima semana, ocupa a segunda colocação, com 3 pontos.

Além do bom início na Libertadores, o clube do Morumbi engatou a sua oitava vitória consecutiva na temporada, somando a competição sul-americana e o Campeonato Paulista.

Os são-paulinos encontraram dificuldades para furar o bloqueio uruguaio na primeira etapa. Bem fechado, o Rentistas ofereceu poucos espaços, e os donos da casa não conseguiam achar os passes entre as linhas do adversário ou acionar os alas para as jogadas de linha de fundo.

A primeira grande oportunidade do São Paulo veio após erro na saída de bola do goleiro Rossi. Luciano pressionou o camisa 1 e cortou o passe, mas se precipitou na hora de finalizar e mandou nas mãos do arqueiro.

Diante da defesa bem postada do rival, os tricolores passaram a buscar os chutes de média distância. Pablo tentou a sorte de perna esquerda e Martín Benítez também arriscou duas vezes de fora da área, todas para fora.

Com o domínio da bola, o time de Hernán Crespo chegou ao gol pouco antes do intervalo.

Daniel Alves avançou pela direita, tabelou com Luciano na intermediária e enfiou belo passe rasteiro para Pablo, livre na entrada da área. O centroavante dominou e, com calma, bateu na saída de Rossi para abrir o placar, aos 37 minutos de jogo. Primeiro gol do atacante nesta edição da Libertadores.

Na volta do intervalo, a missão tricolor no Morumbi foi facilitada pela expulsão de Acosta, que recebeu o segundo cartão amarelo e deixou os uruguaios com um a menos, aos 6 minutos da etapa final.

A partir do vermelho dado pelo árbitro Nicolás Gamboa, o São Paulo teve mais espaços e mais tempo com a bola no pé para administrar a vantagem. Entretanto, mesmo com o jogo tranquilo e um homem a mais em campo, uma falta de Reinaldo próxima à linha da grande área quase termina no empate do Rentistas.

Após cobrança direta, Tiago Volpi espalmou para o meio da área e Perazza finalizou no susto, mandando para fora e desperdiçando a chance de igualar o marcador.

O torcedor tricolor só respirou tranquilo quando o árbitro Nicolás Gamboa assinalou pênalti para os donos da casa, em toque na mão de García depois que Igor Gomes tentou marcar de bicicleta na área.

Reinaldo foi para a bola e mandou no ângulo de Rossi, decretando a vitória por 2 a 0, aos 44 minutos do segundo tempo. Primeiro gol do lateral esquerdo no torneio.

O São Paulo volta a campo pela Libertadores na próxima quarta-feira (5), contra o Racing, no Cilindro de Avellaneda. O clube do Morumbi não vence pelo torneio em jogos disputados na Argentina desde 2005.

SÃO PAULO

Tiago Volpi; Arboleda, Miranda e Bruno Alves; Dani Alves, Luan, Liziero (William), Martín Benítez (Joao Rojas) e Reinaldo; Luciano (Igor Gomes) e Pablo (Vitor Bueno). T.: Hernán Crespo

RENTISTAS

Nicolás Rossi; Guillermo Fratta, Joaquín Sosa, Lucas Morales e Francisco Duarte (Mario García); Rodales (Jonathan Urretaviscaya), Franco Pérez (Leandro Paiva), Agustín Acosta e Ramiro Cristóbal; Facundo Peraza (Emiliano Villar) e Salomón Rodríguez (Martín González). T.: Martín Varini

Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)

Árbitro: Nicolas Gamboa (CHI)

Assistentes: Milciades Saldivar e Luis Onieva (PAR)

Cartões amarelos: Reinaldo (SAO); Agustín Acosta, Francisco Duarte, Mario García (REN)

Cartão vermelho: Agustín Acosta (REN), aos 6'/2ºT

Gols: Pablo (SAO), aos 37'/1ºT; Reinaldo (SAO), aos 44'/2ºT