São Paulo vence o Fortaleza e encosta nos líderes do Brasileirão

LANCE!
·3 minuto de leitura

O São Paulo está embalado na temporada. Na noite deste sábado, o Tricolor visitou o Fortaleza, no Castelão, e venceu por 3 a 2, em uma partida recheada de polêmicas por conta da interferência do VAR. Reclamações à parte, a equipe do Morumbi foi superior, conseguiu ir buscar o resultado após sair atrás do marcador e segue na perseguição aos líderes do Campeonato Brasileiro.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Depois de protagonizarem um confronto dez gols em dois jogos nas oitavas de final da Copa do Brasil, São Paulo e Fortaleza voltaram a fazer uma partida muito disputada e de extrema competitividade. O time da casa saiu na frente em um lance que o Tricolor reclama de impedimento, mas levou a virada e - apesar de ter ido buscar o empate - não conseguiu manter a igualdade e foi derrotado no Castelão.

O resultado deixa o São Paulo na terceira colocação do Campeonato Brasileiro, com 36 pontos em 18 jogos disputados - três a menos do que seus demais concorrentes ao título. Já o Fortaleza segue em queda livre na tabela de classificação e estaciona nos 24 pontos, apenas quatro de vantagem para a zona do rebaixamento à Segundona da próxima temporada.

Gol polêmico

O Fortaleza foi quem saiu vencendo no Castelão. No começo do primeiro tempo, David passe em profundidade ainda no meio de campo. Como a defesa do São Paulo estava com a marcação alta, o atacante do Leão do Pici teve espaço para disparar, ganhar na corrida de Diego Costa e chutar no canto do goleiro Tiago Volpi. O VAR analisou a possibilidade de impedimento na jogada e após três minutos validou o gol para a revolta dos são-paulinos.

No par ou ímpar

A cena que marcou o gol de empate do São Paulo foi um tanto quanto curiosa. A equipe do Morumbi tinha uma falta na entrada da área para ser cobrada e Daniel Alves e Gabriel Sara estavam posicionados para a batida. A dupla de meio-campistas decidiu o cobrador no par e ímpar. O jovem Sara bateu rente à trave, sem chances de defesa para Felipe Alves.

Leia também:

No intervalo, em entrevista à transmissão do Premiere, o meio-campista do São Paulo disse que Daniel Alves havia vencido a disputa de par ou ímpar, mas ganhou o direito de bater a falta por conta do posicionamento da barreira.

Vira-vira do São Paulo

Titular incontestável do Tricolor, o atacante Luciano foi poupado pela comissão técnica por conta da grande sequência de jogos na temporada. Mesmo assim, com o desempenho fraco de Pablo, Fernando Diniz optou em colocar o jogador no segundo tempo. No minuto seguinte, o camisa 11 recebeu passe de Vitor Bueno e colocou o São Paulo na frente.

Empate do Fortaleza

Mesmo atrás do placar, o Fortaleza não se entregou e foi em busca do empate no Castelão. Em jogada pela direita. Juninho cruzou para Paulão, que cabeceou forte e Volpi espalmou. No rebote, o centroavante Wellington Paulista foi mais rápido do que toda a defesa do São Paulo e encheu o pé para colocar, de novo, igualdade no marcador.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA 2x3 SÃO PAULO


Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Data/Hora: 14 de novembro de 2020, às 19h00
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Michael Correia e Luiz Claudio Regazone (RJ)
Cartões amarelos: Felipe e Jackson (Fortaleza); Hernanes, Léo, Daniel Alves e Rodrigo Nestor (São Paulo)
Cartões vermelhos: -

GOLS: David (1-0) (11'/1ºT); Gabriel Sara (1-1) (39'/2ºT); Luciano (1-2) (15'/2ºT); Wellington Paulista (2-2) (28'/2ºT) e Luciano (2-3) (36'/2ºT)

FORTALEZA (Técnico: Marcelo Chamusca)
Felipe Alves; Tinga (Gabriel Dias, aos 36'/2ºT), Jackson, Paulão e Carlinhos; Juninho, Ronald (Marlon, aos 25'/2ºT), Felipe (Mariano Vásquez, aos 41'/2ºT) e Romarinho; David (Éderson, aos 40'/2ºT) e Bergson (Wellington Paulista, aos 25'/2ºT).

SÃO PAULO (Técnico: Fernando Diniz)
Tiago Volpi; Igor Vinícius, Diego Costa (Reinaldo, aos 14'/2ºT), Bruno Alves e Léo; Rodrigo Nestor (Hernanes, aos 27'/2ºT), Daniel Alves, Gabriel Sara e Vitor Bueno (Igor Gomes, aos 43'/2ºT); Pablo (Luciano, aos 14'/2ºT) e Brenner.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos