São Paulo vê vídeo com erros e treina bola parada antes do clássico

Gazeta Press

O São Paulo encerrou, na tarde deste sábado, no CT da Barra Funda, a sua preparação para o clássico contra o Santos, que acontecerá neste domingo, às 17 horas (de Brasília), pelo Campeonato Paulista. Como os titulares folgaram na última sexta em função do duelo com o CSA-AL, disputado na véspera, este foi o único treino para o San-São em que o técnico Dorival Júnior pôde contar com todo o elenco.

Em razão do curto período de descanso entre a partida da Copa do Brasil e o clássico, a comissão técnica optou por alterar o horário do treino, que inicialmente estava marcado para ocorrer nesta manhã. A ideia era dar mais tempo para os atletas se recuperarem do desgaste físico do jogo em Maceió.

Para minimizar o tempo de trabalho em campo, Dorival reuniu o elenco na sala de preleção e passou um vídeo para mostrar a seus comandados os principais erros da equipe nos últimos jogos.

Na sequência, o grupo partiu para o Reffis, onde realizou uma leve atividade física. No gramado, após o aquecimento, os jogadores fizeram um trabalho específico de bola parada. Nele, além de ajustar o posicionamento defensivo, Dorival ensaiou jogadas ofensivas a partir de escanteios e cobranças de falta.

Por fim, ainda houve uma atividade específica para os defensores e meio-campistas, além de um trabalho de finalização para os atletas que não vêm jogando com frequência. O treino ocorreu sem a presença da imprensa. As informações são advindas do site oficial do clube.

Com o retorno de Petros e o desfalque de Rodrigo Caio por suspensão, o São Paulo deverá entrar em campo com Sidão; Éder Militão, Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Jucilei, Petros e Nenê; Marcos Guilherme, Diego Souza e Cueva.

Com dez pontos ganhos em seis rodadas, o São Paulo lidera o Grupo B do Estadual e busca a sua quinta vitória consecutiva na temporada. Já o Santos, com 11 pontos em sete partidas, ocupa o primeiro lugar do Grupo B. Ambos os times tentam o seu primeiro triunfo em clássicos no ano, após perderem para Corinthians e Palmeiras, respectivamente.

Leia também