São Paulo sofre mais uma vez com 'síndrome do empate' no Brasileiro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - No confronto entre os dois times que mais empataram no Campeonato Brasileiro, São Paulo e Cuiabá não conseguiram balançar as redes nesta segunda-feira (11), na Arena Pantanal, onde o jogo terminou 0 a 0.

Foi um resultado ruim para as duas equipes, que estão coladas na classificação e bem próximas da zona de rebaixamento. Em 12º, o time de Mato Grosso tem 31 pontos, seguido justamente pelos são-paulinos, em 13º, com 30 --o Bahia, primeiro time na parte vermelha da tabela, em 17º, soma 26.

É, também, o quinto empate consecutivo do time comandado por Hernán Crespo. Antes, havia ficado na igualdade com América-MG (0 a 0), Atlético-MG (0 a 0), Chapecoense (1 a 1) e Santos (1 a 1). No total, a equipe tricolor tem 12 empates, neste quesito só está atrás do Cuiabá, que tem 13 no Nacional.

Mesmo com um calor de 27º na noite de Cuiabá, as duas equipes bem que tentaram sair de campo com uma vitória, sobretudo os donos da casa, que exigiram boas defesas de Tiago Volpi.

O goleiro apareceu mais principalmente porque os são-paulinos cometeram mais erros na defesa. Na frente, Calleri teve uma atuação fraca, enquanto Luciano foi quem deu mais trabalho ao adversário.

Ainda no primeiro tempo, o time paulista teve mais uma baixa por lesão. O meia Rigoni teve de deixar o gramado aos 40 minutos, reclamando de dores na coxa esquerda. Marquinhos entrou no lugar dele.

Na segunda etapa, Crespo fez novas mudanças, desta vez por opção técnica, Rojas e Benítez deram um novo gás à equipe, mas não fizeram o suficiente para evitar o 0 a 0.

Para a partida desta segunda, 50% da capacidade do estádio, cerca de 20 mil lugares, estavam disponíveis para a torcida, conforme liberação do governo do Mato Grosso. Devido à alta demanda de torcedores tricolores, um dos setores foi destinado exclusivamente aos visitantes, após acordo entre o Cuiabá e as autoridades locais. Até a publicação deste texto o público pagando não havia sido divulgado.

Antes de a bola rolar, como ocorreu em todos os jogos da rodada, a equipe de arbitragem fez um protesto em repúdio à agressão sofrida pelo árbitro Rodrigo Crivellaro, no último dia 4, em partida da Série A2 do Campeonato Gaúcho. No campo, o árbitro e os auxiliares se ajoelharam. Na sala do VAR, os profissionais exibiram um cartão vermelho.

CUIABÁ

Walter; João Lucas, Alan Empereur, Paulão e Uendel; Auremir, Camilo (Jonathan Cafú), Pepê (Rafael Gava) e Max; Clayson (Felipe Marques) e Jenison (Elton). Técnico: Jorginho.

SÃO PAULO

Tiago Volpi; Igor Gomes, Miranda, Léo e Welington; Luan (Liziero), Rodrigo Nestor (Benítez) e Gabriel Sara (Joao Rojas); Rigoni (Marquinhos), Luciano e Jonathan Calleri (Calleri). Técnico: Hernán Crespo.

FICHA TÉCNICA

CUIABÁ 0x0 SÃO PAULO

Competição: Campeonato Brasileiro - 25ª rodada

Data: 11/10/2021 (segunda-feira)

Horário: 20h (de Brasília)

Local: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)

Árbitro: Anderson Daronco (RS)

Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Michael Stanislau (RS)

VAR: Heber Roberto Lopes (SC)

Cartões amarelos: Jonathan Cafú, Auremir (Cuiabá); Igor Gomes e Marquinhos (São Paulo)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos