São Paulo segue apostando em atletas da base e renova com Lucas Fernandes

Lucas Fernandes, Militão e agora Paulo Bóia estão entre jovens que podem ajudar a resgatar o clube se tiveram mais chances

O São Paulo segue apostando em atletas da base e renovou o contrato de Lucas Fernandes até 2021 nesta segunda-feira (6). O vínculo do jogador de 19 anos, que está no clube desde os 14, iria anteriormente até o fim de 2018 antes de ser estendido por mais dois anos.

"Não teria melhor forma de começar o ano. Renovar o meu contrato com o clube representa muito, porque sempre quis me manter firme aqui. Isso me motiva ainda mais para buscar o meu espaço e ajudar. Quero jogar muitas vezes pelo São Paulo", disse Lucas Fernandes.

"O São Paulo representa muito na minha vida, porque saí cedo de casa e cheguei jovem aqui. O clube sempre me ajudou, me deu tudo, inclusive educação, e deu a oportunidade de fazer o que mais gosto: jogar futebol. Então, a única maneira que tenho de retribuir tudo isso é dentro de campo, com o meu trabalho e minha dedicação. Vou dar sempre a vida por esta camisa. Meu desejo é conquistar títulos no time principal, assim como foi na base. Quero escrever o meu nome na história do São Paulo e fazer parte de equipes vitoriosas", completou.

Após conquistar vários títulos nas categorias de base, o meia foi promovido ao time profissional em 2016, mas fez apenas 13 partidas antes de se lesionar e ficar praticamente o restante do ano no departamento médico do clube.

Recentemente, a equipe do Morumbi faturou alto com dois jogadores revelados pela sua base. Augusto Galván, de apenas 17 anos, foi vendido para o Real Madrid por  3 milhões de euros (quase R$ 10 milhões), sendo 1 milhão de euros imediatamente e o restante de acordo com metas a serem atingidas pelo jogador. 

Além do meia-atacante, David Neres, que estava a pouco tempo na equipe principal, foi vendido em janeiro para o Ajax, da Holanda, por 15 milhões de euros.