São Paulo se esforça, mas apenas empata com reservas do Atlético-MG

·2 minuto de leitura
SÃO PAULO (SP), 19/08/2021 - Futebol / São Paulo x Atlético Mineiro - Leo e Eduardo Vargas Partida entre São Paulo x Atlético Mineiro, pela vigésima segunda (22°) rodada do Campeonato Brasileiro 2021, realizada no estádio Cicero Pompeu de toledo, Morumbi, na noite deste sábado (25) (Foto: Daniel Carvalho/Agência Enquadrar/Folhapress)
SÃO PAULO (SP), 19/08/2021 - Futebol / São Paulo x Atlético Mineiro - Leo e Eduardo Vargas Partida entre São Paulo x Atlético Mineiro, pela vigésima segunda (22°) rodada do Campeonato Brasileiro 2021, realizada no estádio Cicero Pompeu de toledo, Morumbi, na noite deste sábado (25) (Foto: Daniel Carvalho/Agência Enquadrar/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O São Paulo não conseguiu tirar proveito do time recheado de reservas do líder Atlético-MG e ficou no empate sem gols na noite deste sábado (25), no Morumbi. A partida foi válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o time tricolor contabiliza 27 pontos e ainda tenta se distanciar da zona do rebaixamento. Já os atleticanos, com 46, seguem tranquilos na liderança do Nacional.

Mais cedo, o Palmeiras, segundo colocado, foi derrotado pelo Corinthians e estacionou nos 38 pontos.

O Atlético tem sido o visitante mais indigesto da competição, com sete vitórias e apenas duas derrotas, além de três empates, contando com este último.

Seis vezes campeão brasileiro, o São Paulo tem peso enorme sobre as costas por não conseguir vencer nenhum dos seis primeiros colocados da competição. A missão logo contra o líder não seria das mais fáceis, o que ficou claro nos primeiros minutos de bola rolando.

Os mineiros estavam confortáveis no Morumbi, enquanto os tricolores se limitavam a se defender. De olho no duelo com o Palmeiras pela semifinal da Copa Libertadores na terça (28), o técnico Cuca poupou alguns titulares, mas mandou a campo Guilherme Arana e o seu principal jogador, Hulk.

Na etapa inicial, os atleticanos não conseguiram converter a posse de bola em chances de gols. O time tricolor mudou de postura na etapa final e conseguiu a incomodar a defesa alvinegra.

Apesar das investidas dos são-paulinos, prevaleceu a defesa menos vazada da competição, com somente 13 gols sofridos no Nacional. A equipe tricolor ainda correu risco em dois lances no final do jogo, nos quais Arana obrigou Volpi a fazer boas defesas.

O São Paulo voltará a campo no outro domingo (3), contra a Chapecoense, na arena Condá, às 16h. Já o Atlético receberá o Internacional no sábado (2), às 21h.

Antes, porém, o time mineiro enfrenta o Palmeiras na terça (28), pela semifinal da Copa Libertadores, às 21h30 -os dois times empataram sem gols no Allianz Parque no duelo de ida. Se houver nova igualdade em Belo Horizonte, o confronto será decidido nos pênaltis. Empate com gol dá a vaga aos palmeirenses.

SÃO PAULO

Tiago Volpi; Arboleda, Miranda e Léo; Galeano, Luan, Liziero, Nestor (Gabriel Sara) e Welington (Reinaldo); Rigoni (Marquinhos) e Luciano (Calleri). T.: Hernán Crespo

ATLÉTICO-MG

Everson; Guga, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Réver (Jair), Allan (Allan Franco), Zaracho (Hyoran) e Nathan (Nacho Fernández); Vargas (Eduardo Sasha) e Hulk. T.: Cuca

Estádio: Morumbi, em São Paulo-SP

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)

Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva Bruno Raphael Pires (ambos de GO)

Cartões amarelos: Miranda (SAO); Guga (ATL)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos