São Paulo ostenta 3ª maior média de público do Brasileirão

Gazeta Press


O crescimento da equipe após a pausa para a Copa América e as contratações de Daniel Alves e Juanfran vêm fazendo o São Paulo receber cada vez mais torcedores no estádio do Morumbi a cada rodada. A empolgação da torcida por um título é grande, tão grande que o clube já ostenta a terceira maior média de público deste Campeonato Brasileiro (34.125), atrás apenas de Flamengo (47.477) e Corinthians (36.019).

No último sábado, no clássico contra o Santos, enfrentando um concorrente direto pelo título nacional, o São Paulo recebeu nada mais, nada menos que 47.277 torcedores no Morumbi. Tendo de corresponder às altas expectativas, o time comandado por Cuca até saiu atrás no placar, mas voltou mais agressivo para o segundo tempo e virou o jogo, provando que a força vinda das arquibancadas faz a diferença.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio


Além do confronto com o Santos, o São Paulo recebeu mais de 40 mil torcedores em outro jogo nesta edição do Brasileiro. O empate sem gols com o Bahia, antes da pausa para a Copa América, registrou 44.460 torcedores no Morumbi. A partida contra o Peixe e o confronto com o Tricolor baiano, inclusive, figuram entre os dez maiores públicos da competição em 2019, em sexto e sétimo lugar, respectivamente.

O San-São também foi a partida que contou com a maior renda registrada desde o início da atual edição do Campeonato Brasileiro. No último sábado, os 47.277 torcedores renderam R$ 3.103.842,00 aos cofres tricolores, que certamente contarão com cifras ainda maiores no próximo domingo, quando o time de Cuca recebe o Ceará, e Daniel Alves tem tudo para estrear com a camisa do São Paulo.

Nesta quarta-feira, o lateral-direito da Seleção Brasileira teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF e está liberado para disputar sua primeira partida oficial pelo Tricolor. No primeiro dia de vendas abertas ao público geral, o São Paulo anunciou mais de 15 mil ingressos vendidos para o seu próximo compromisso no Campeonato Brasileiro, fato que pode fazer o clube quebrar seu próprio recorde de renda na competição em 2019.



Leia também