São Paulo marca nos acréscimos, vence o Atlético-GO e mantém vivo sonho da Libertadores


Com um segundo tempo pífio, onde foi constantemente pressionado e não conseguiu jogar, o São Paulo mostrou que tem mesmo a sorte ao seu lado, marcou um gol aos 49 minutos do segundo tempo e deixou o Morumbi com uma vitória por 2 a 1, na noite desta quinta-feira (27), mantendo vivo o sonho de conquistar uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores por meio do Campeonato Brasileiro.

> ATUAÇÕES: Felipe Alves brilha, e Luan faz o gol salvador em vitória do São Paulo

Resultado que pode ser considerado até injusto. Após um etapa inicial onde o Tricolor até começou pressionando (chegando ao gol de Calleri), o segundo tempo reservou uma queda acentuada no futebol são-paulino.

Melhor para os goianos, que marcaram o seu gol com Baralhas, em um lindo chute de fora da área, e mereciam até a virada diante da intensidade de chances criadas ante um frágil mandante.

Tudo caminhava para uma noite de lamentações, contudo, quando Luan acertou um chute de fora área no último lance do jogo e selou a vitória tricolor.

Muita coisa para o São Paulo se lembrar dessa noite. A equipe do Morumbi chega aos 50 pontos, se mantém na oitava posição e agora tem um confronto direto com o Atlético-MG pela frente. O Atlético-GO segue com 33, na 17ª posição, e conhece de novo uma derrota após cinco rodadas.

O JOGO

A partida começou com domínio total do Tricolor. Logo aos 2', Calleri recebeu lançamento no ataque, ajeitou de cabeça e Patrick finalizou de esquerda, para fora, após desvio.

Os visitantes até tentavam levar algum perigo. E de vez em quando conseguiam. Aos 5', Wellington Rato recebeu a bola na intermediária livre após erro de Colorado e conseguiu encontrar Airton na área. O meia bateu cruzado e exigiu boa defesa de Felipe Alves.

Aos 12', a jogada polêmica do primeiro tempo. Reinaldo apareceu na esquerda e encontrou Luciano, que bateu cruzado. Calleri desviou às redes no rebote, mas a arbitragem anulou o lance marcando impedimento.

Nada que tenha abalado a confiança são-paulina. Aos 21', Luciano, de novo, avançou livre na intermediária buscando espaço para a finalização. Como não conseguiu, rolou para Patrick na esquerda, que emendou com o cruzamento na medida para Calleri desviar e marcar o primeiro gol tricolor.

O gol esfriou um pouco os ânimos no Morumbi. O que ficou melhor para o Dragão, que aos poucos ia recuperando o terreno perdido. Aos 31', Baralhas aproveitou um passe colocado de cabeça na entrada da área e finalizou com muito perigo.

Era um aquecimento para o que viria, digamos assim. No minuto seguinte, após erro de Moreira na saída de jogo, Wellington Rato ajeitou bola na entrada da área para Luiz Fernando, que chegou chutando forte e viu a bola passar rente à trave direita de Felipe Alves.

Aos 41', contudo, o Dragão teve o seu melhor momento no jogo. Airton recebeu lançamento na linha de fundo, passou como quis por Léo, cortou Reinaldo e finalizou. Felipe Alves fez a defesa, mas a bola acabou subindo, Churín apareceu cabeceando e o goleiro são-paulino de novo defendeu.

> Confira classificação, jogos e simule resultados do Brasileirão-22
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!

São Paulo x Atlético-GO
São Paulo x Atlético-GO

Tricolor venceu no sufoco no Morumbi (Foto: Divulgação/São Paulo)

DRAGÃO MOSTRA SUAS ARMAS, EMPATA E SAI DE CAMPO MELHOR

O placar podia demonstrar uma certa tranquilidade são-paulina no jogo. Mas não era o que acontecia. Longe disso. O primeiro tempo, por exemplo, terminou com cinco finalizações dos mandantes, ante dez dos goianos.

Parecia preocupante. E era. Ainda mais na volta do jogo, quando, logo aos 4', Luiz Fernando apareceu com perigo de novo no ataque, desviando cruzamento pela esquerda pela linha de fundo.

A resposta são-paulina só veio aos 11', quando Calleri recebeu bom lançamento de Rafinha pela esquerda, dominou e cruzou no segundo pau. Moreira chegou com condições, mas experimentou novo alçamento à área. Gazal tentou tirar e quase fez contra, obrigando Renan a salvar o desvio do próprio companheiro.

Aos 26', o castelo são-paulino ruiu. Rafinha errou o lançamento ao tentar sair jogando, Baralhas interceptou e emendou um belo e forte chute de fora da área, que entrou na gaveta de Felipe Alves e selou o empate no Morumbi.

Com o 1 a 1 no placar, seria natural que o Dragão cadenciasse mais o jogo. Seria. Diante de um apático São Paulo, os goianos se lançaram ao ataque e colecionaram chances desperdiçadas.

Aos 31', Churín chegou desviando de cabeça um cruzamento e exigiu boa defesa de Felipe Alves. Três minutos depois, o mesmo atleticano avançou como quis pela esquerda, cortou a marcação e tocou curto para Luiz Fernando arriscar a finalização e ver o goleiro são-paulino fazere mais uma defesa.

Ainda sobrou tempo para, os 43', Wellington Rato sair jogando e abrir para Jorginho lançar Churín na área para mais uma finalização perigosa e mais uma defesa salvadora de Felipe Alves.

As vaias já dominavam o ambiente do Morumbi quando, aos 49', após jogada pela esquerda, a bola sobrou para Luan e o volante, de volta aos gramados após longo tempo fora se recuperando de contusão, acertou um chute de fora da área que entrou no canto das metas goianas e selou a vitória são-paulina.

PRÓXIMOS JOGOS

Continuando na reta final do Brasileirão, o São Paulço continua sua luta por uma vaga na próxima Copa Libertadores na terça-feira (1/11), às 21h30 (de Brasília), quando faz um confronto direto com o Atlético-MG, no Morumbi.

No dia seguinte, mas às 19h (de Brasília), o Atlético-GO recebe o Santos, em casa.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 x 1 ATLÉTICO-GO
CAMPEONATO BRASILEIRO - 34ª RODADA


Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Data e hora: 27 de outubro de 2022 (quinta-feira), às 19h (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo [FIFA] (RJ)
Assistentes: Thiago Henrique Neto Correa Farinha e Luiz Claudio Regazone (ambos do RJ)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Nunes de Sá [Fifa] (RJ)
Público e renda: 17.598 torcedores / R$ 713.730,00

Cartões amarelos: Patrick (São Paulo); Wanderson, Léo Pereira, Edson Fernando e Willian Maranhão (Atlético-GO)

GOLS: Calleri aos 21 min do 1ºT (1-0), Baralhas aos 26 min do 2º T (1-1) e Luan aos 49min do 2ºT (2-1)

SÃO PAULO
Felipe Alves; Rafinha, Luizão e Léo; Moreira (Luan 33/2), Colorado (Galoppo 18/2), Rodrigo Nestor (Talles Costa 18/2), Patrick e Reinaldo (Welington 33/2); Luciano (Éder 33/2) e Calleri
Técnico: Rogério Ceni

ATLÉTICO-GO
Renan; Edson Fernando, Wanderson, Gazal e Jefferson (Shaylon 11/2); Willian Maranhão (Marlon Freitas 21/2), Gabriel Baralhas, Airton (Léo Pereira 11/2) e Wellington Rato; Luiz Fernando (Jorginho 41/2) e Churín
Técnico: Eduardo Souza