São Paulo goleia o Goiás e assume a liderança do Campeonato Brasileiro

Gabriel Santos
·4 minuto de leitura


O São Paulo venceu o Goiás por 3 a 0, na Serrinha, em Goiânia, pelo jogo adiado da 1ª rodada do Campeonato Brasileiro, com gols de Igor Gomes, Brenner e Hernanes. Com o resultado, o Tricolor assumiu a liderança isolada da competição, com 44 pontos, dois a mais que o vice-líder Atlético-MG. Já o Esmeraldino continua na lanterna, com 16 pontos.

As duas equipes voltam a campo pela 24ª rodada do Brasileirão. O São Paulo enfrenta o Sport, às 16h, no próximo domingo (06), no Morumbi, enquanto o Goiás faz o clássico contra o Atlético-GO, na segunda-feira (7), às 20h, no Estádio Olímpico, em Goiânia.

VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO

SÃO PAULO COMEÇA PRESSIONANDO E ABRE O PLACAR
​O Tricolor iniciou a partida contra o Goiás indo para cima, sabendo que uma vitória contra o lanterna o colocaria como líder do Brasileirão. Logo aos quatro minutos, Juanfran recebeu dentro da área, dominou e na hora do chute foi travado. Na sequência, aos 11 minutos, Brenner arriscou de primeira, de fora da área, e Tadeu fez uma boa defesa.

Com amplo domínio das ações ofensivas, o São Paulo não demorou para abrir o marcador. Aos 19, Igor Gomes recebeu de Juanfran e bateu cruzado, rasteiro, de fora da área. Tadeu tentou, mas não alcançou a bola que foi morrer no canto direito do goleiro.

TRICOLOR CONTINUA EM CIMA E PERDE CHANCES
Com a vantagem no placar, a equipe de Fernando Diniz continuou suficando o Goiás, que não conseguia oferecer perigo para Volpi. Com 23 minutos, Reinaldo tocou para Brenner, que bateu de fora da área. A bola desviou na zaga e foi por cima do gol. O lateral-esquerdo do São Paulo voltou a aparecer aos 31 minutos, quando bateu falta obrigando Tadeu a fazer boa defesa.

Após a sequência de lances perigosos, o São Paulo deu uma acalmada na partida, dando mais a bola para o Goiás, que teve sua primeira finalização aos 47 minutos. Keko tentou o voleio, mas pegou mal na bola, facilitando a defesa de Tiago Volpi.

SEGUNDO TEMPO COMEÇA E TRICOLOR AMPLIA
A segunda etapa começou como terminou a primeira. Com o São Paulo em cima dos goianos, que não conseguiam chegar ao gol de Volpi. Logo aos três minutos, Gabriel Sara fez belo corta-luz e cruzou rasteiro para Brenner só empurrar para o fundo do gol.

Com o segundo gol sofrido, o Goiás colocou Rafael Moura e Henrique para tentar levar mais perigo no jogo. Aos nove minutos, o meia bateu mas a bola passou ao lado do gol de Volpi.

GOIÁS TENTA UMA PRESSÃO PARA DIMINUIR
Perdendo por dois gols de diferença, a equipe goiana foi para o ataque tentando descontar o marcador. Aos 11 minutos, Iago Mendonça cabeceou e a bola passou raspando o gol. Já aos 14, Rafael Moura chutou de fora da área, a bola desviou e passou perto do gol de Volpi.

Dez minutos depois, Fernandão recebeu de Rafael Moura e cabeceou no meio do gol. Volpi, bem posicionado, fez a defesa. Após essa pressão do Goiás, o Tricolor voltou as rédeas do jogo. Aos 28, Brenner recebeu livre dentro da área e cabeceou para fora. No minuto seguinte, o artilheiro pressionou Tadeu, dividiu com o goleiro e quase marcou.

SÃO PAULO MARCA O TERCEIRO E TRANSFORMA VITÓRIA EM GOLEADA
A partida já estava controlada pela equipe de Fernando Diniz, mas mesmo assim, o time não parou de pressionar a defesa esmeraldina. Em uma dessas roubadas de bola, Vitor Bueno tocou para Tchê Tchê, que abriu para Hernanes chutar e fazer o terceiro gol.

Ainda deu tempo de Vitor Bueno invadir a área e bater para grande defesa de Tadeu, evitando o quarto gol são-paulino. Tadeu ainda bateu falta no final da partida, Daí até o final do jogo, o São Paulo só administrou a partida até o final, para assumir a liderança do Brasileirão

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 0 X 3 SÃO PAULO
Local: Estádio da Serrinha, em Goiânia (GO)
Data e horário: 03 de dezembro de 2020, às 19h (de Brasília)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Vinicius Melo de Lima (RN)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Gols: 0-1 Igor Gomes (19'/1T), 0-2 Brenner (03'2T), 0-3 Hernanes (37'2°T)
Cartões amarelos: Iago Mendonça, Rodrigues e Keko (Goiás)
Cartões vermelhos: -

GOIÁS
Tadeu; Ratinho, Fabio Sanches (Rafael Moura, Intervalo), Iago Mendonça, Heron, Rodrigues; Ariel Cabral (Henrique Lordelo, aos 05'2ºT), Breno (Pedro Marinho, Intervalo), Gustavo Blanco; Keko (Daniel Silva, aos 33'2ºT) e Fernandão. Técnico: Augusto César.

SÃO PAULO
Tiago Volpi; Juanfran (Igor Vinicius, aos 33'2ºT), Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Gabriel Sara (Tchê Tchê, aos 27'2ºT) e Igor Gomes (Vitor Bueno, aos 27'2ºT); Luciano (Hernanes, aos 33'2ºT) e Brenner (Pablo, aos 33'2ºT). Técnico: Fernando Diniz.