São Paulo estreia mascote em homenagem a Leônidas da Silva

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O São Paulo lançou nesta quarta-feira (30) sua mais nova mascote, batizada de Diamantinho, nome em alusão ao apelido de Leônidas da Silva. O ídolo do clube era conhecido como Diamante Negro. A primeira aparição de Diamantinho será durante o duelo contra o Grêmio, nesta noite, no Morumbi, no jogo de volta pela semifinal da Copa do Brasil --na ida, a equipe tricolor perdeu por 1 a 0 e precisa, ao menos, de uma vitória pela diferença mínima para levar a decisão para os pênaltis. Diamantinho estará ao lado do Santo Paulo, tradicional mascote que já faz parte do dia a dia do clube. Leônidas da Silva também carregava a fama de ter criado o gol de bicicleta. Pelo São Paulo, ele jogou de 1942 a 1950, período no qual conquistou cinco vezes o título do Campeonato Paulista, em 1943, 1945, 1946, 1948 e 1949. Disputou 212 jogos pelo clube e marcou 144 gols. Com a camisa da seleção brasileira, jogou as Copas da Itália, em 1934 e da França, em 1938, quando terminou como artilheiro da competição, com oito gols. Leônidas morreu em 2004, aos 90 anos. Ele sofria do mal de Alzheimer, tinha pneumonia e diabetes.