São Paulo define data da eleição para presidente; veja detalhes do pleito

Gabriel Santos
·2 minuto de leitura


O São Paulo já tem uma data para definir o seu novo presidente, que estará no comando até 2023. Os 251 conselheiros do clube com direito ao voto, irão escolher entre Julio Casares e Roberto Natel no dia doze de dezembro. O documento aponta que a votação acontecerá em sistema drive-thru, entre às 10h30 às 16h no Estádio do Morumbi. A oficialização da data aconteceu na noite da última terça-feira por meio de um edital de convocação.

VEJA A TABELA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Os conselheiros deverão permanecer em seus respectivos carros para votarem. Além do novo presidente, eles escolherão também o Presidente do Conselho Deliberativo, cargo que está sendo disputado por Marcelo Portugal Gouvêa e Olten Ayres Junior. Todas as apurações serão realizadas e divulgadas no mesmo dia.

Seguindo os protocolos de saúde, devido a pandemia do novo coronavírus, os conselheiros não poderão permanecer no local de votação. O Salão Nobre do Morumbi, que costuma reunir imprensa e parte dos conselheiros aptos à votação não estará acessível ao público.

Votação do Conselho

Na eleição do último final de semana, a chapa de Roberto Natel elegeu a minoria dos novos conselheiros (26), contra a maioria (74) da chapa de Julio Casares, outro candidato à presidência do Tricolor.

A importância dessa votação é porque os 100 novos conselheiros, somados aos 151 conselheiros vitalícios (totalizando 251), elegerão o novo presidente por voto indireto, na primeira quinzena de dezembro. Diante dessa situação, portanto, Casares seria o favorito para assumir o cargo.

Porém, Natel, candidato à presidência do São Paulo, protocolou um pedido para que os votos da Assembleia Geral de Sócios, realizada no último sábado (28), sejam recontados. Segundo o candidato, o pedido não visa ao benefício próprio, mas, sim, a preocupação de que alguns conselheiros possam ter ficado de fora da votação, "por votos que se perderam em várias paralisações e problemas do sistema de apuração".

O pedido foi protocolado na última segunda-feira (30) e foi endereçado ao atual presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, e ao presidente do Conselho, Marcelo Pupo. No documento, Natel afirma que, caso não haja a recontagem no período de 48 horas, ele precisará tomar medidas judiciais cabíveis.