São Paulo defende chance mínima de título em clássico com o Palmeiras

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A uma semana do fim do Campeonato Brasileiro, o São Paulo faz clássico com o Palmeiras às 21h30 desta sexta-feira (19), em jogo atrasado da 34ª rodada, com a necessidade de vencer para sustentar a mínima chance de título que ainda detém. Segundo o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, que calcula probabilidades relacionadas ao futebol, o time tricolor ainda tem 1% de levantar a taça, índice que já beirou os 80%, quando o time, a 11 rodadas do fim, liderava com sete pontos de vantagem, ainda sob comando de Fernando Diniz. Agora, já acertado com o argentino Hérnan Crespo, que ainda regulariza sua situação para trabalhar no país, o São Paulo aparece em quarto lugar, com 62 pontos, a sete do líder Internacional, e um jogo a menos em relação ao G-3 —que tem, além do time colorado, Flamengo e Atlético-MG. Para chegar ao título, o São Paulo precisa, além de uma vitória sobre o arquirrival alviverde, contar com um empate de Inter e Flamengo no próximo domingo (21), bater o rebaixado Botafogo na segunda (22) e, na rodada final, ganhar dos rubro-negros e ver os colorados perderem para o Corinthians. A essa altura, a sequência parece improvável, mas foi justamente o que ocorreu no primeiro turno: o São Paulo venceu Palmeiras, Botafogo e Flamengo, respectivamente por 2 a 0, 4 a 0 e 4 a 1, viu Inter e Flamengo empatarem em 2 a 2 e os corintianos baterem os colorados por 1 a 0. Tudo passa, vale destacar, por uma vitória no clássico: se perder ou empatar, a possibilidade de conquista irá a zero. Enquanto são-paulinos lutam para manter vivo o sonho de encerrar o jejum de oito anos sem títulos, palmeirenses, sem possibilidade de conquista no Brasileiro, mas garantidos na Libertadores, tentam lidar com uma maratona de jogos às vésperas de mais uma decisão, desta vez da Copa do Brasil. No próximo dia 28, já encerrado o Nacional, o time de Abel Ferreira começará a decidir o torneio mata-mata com o Grêmio. Até lá, o treinador português, que tem aumentado o tom nas críticas ao calendário do futebol brasileiro, revezará os titulares para evitar problemas de lesão. Na quarta (17), na derrota para o Coritiba, ele utilizou um maior número de usuais reservas, já visando o clássico de apenas dois dias depois, em que deverá usar uma equipe mais parecida à considerada ideal pelos torcedores. Gabriel Menino, contudo, ficará de fora, com entorse no tornozelo direito. O São Paulo, por sua vez, não terá Gabriel Sara, também entregue ao departamento médico, e mantém dúvida sobre o companheiro de ataque de Luciano, artilheiro da equipe: o técnico interino Marcos Vizolli deverá decidir entre Gonzalo Carneiro e Pablo, que volta de suspensão. SÃO PAULO Tiago Volpi; Igor Vinícius, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Tchê Tchê e Igor Gomes; Luciano e Gonzalo Carneiro (Pablo). T. (interino): Marcos Vizolli PALMEIRAS Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Matías Viña; Felipe Melo, Patrick de Paula e Raphael Veiga; Breno Lopes, Rony e Luiz Adriano. T.: Abel Ferreira Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP) Horário: 21h30 (de Brasília) desta sexta-feira (19) Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS) VAR: Daniel Nobre Bins (RS) Transmissão: Premiere