São Paulo confirma venda e Lyanco vai assinar por 5 anos com o Torino

O São Paulo confirmou nesta quinta-feira a venda do zagueiro Lyanco ao Torino, da Itália, por 6 milhões de euros (quase R$ 20 milhões). Detentor de 80% dos direitos econômicos do jogador, o clube do Morumbi poderá arrecadar mais 2 milhões de euros (cerca de R$ 6,6 milhões) caso o atleta alcance metas de desempenho estipuladas em contrato.

“Está fechado. O Lyanco é do Torino, já foi vendido, está indo embora”, afirmou José Jacobson Neto, diretor de futebol do Tricolor, à Gazeta Esportiva.

O defensor deve viajar a Turim nos próximos dias, provavelmente neste final de semana, para realizar exames médicos e assinar contrato por cinco temporadas, além de se ambientar ao país para o qual se mudará.

Apesar de o negócio já ter sido concretizado, o zagueiro só poderá atuar a partir de julho, quando a janela europeia de transferências for reaberta. Ela está fechada desde o dia 2 de fevereiro.

Antes de o Torino mostrar interesse por Lyanco, a Juventus fez uma proposta pelo jogador, em janeiro. Na ocasião, a diretoria tricolor recusou a oferta e preferiu adiar a negociação.

O que pesou a favor do Torino na escolha de Lyanco foi o fato de que o clube tem a intenção de usá-lo na própria equipe. Já a Juventus o emprestaria para um time menor do futebol italiano.

Com 20 anos, Lyanco não foi inscrito na primeira fase do Campeonato Paulista porque estava a serviço da Seleção Brasileira sub-20 na disputa do Campeonato Sul-Americano da categoria, no Equador, entre janeiro e fevereiro. O técnico Rogério Ceni pretendia utilizá-lo na fase de mata-mata do Estadual.

Com a saída de Lyanco, o São Paulo fica com seis zagueiros em seu plantel: Rodrigo Caio, Maicon, Lugano, Breno, Douglas e Lucão. Esse número, porém, corre risco de diminuir, já que Rodrigo Caio pode ser vendido no meio do ano e Lugano tem contrato só até junho.

Lyanco começou nas categorias de base do Botafogo e chegou ao São Paulo em 2015, terminou sua formação em Cotia. Desde então, ele realizou 25 partidas pelo time profissional do Tricolor e marcou um gol.