São Paulo confirma renovação do lateral Bruno por mais um ano

Em menos de duas semanas, o São Paulo acertou a quarta renovação de contrato no elenco. Depois de Cueva, Lucas Fernandes e Thiago Mendes, que estenderam seus vínculos até 2021, o Tricolor anunciou nesta quinta-feira que o lateral-direito Bruno ficará no clube até o fim de 2018.

- Estou muito feliz com a renovação. É gratificante poder retribuir esta confiança de alguma forma, seja na busca pela excelência nos treinos ou nos jogos. Agradeço ao clube pela confiança, e isso passa por todos os funcionários, companheiros e torcedores - destacou o camisa 2.

O contrato anterior do ala terminaria no fim desta temporada. Assim, em julho, ele ficaria livre para acertar com outras equipes sem que o São Paulo fosse ressarcido. É a terceira renovação de Bruno desde a chegada ao clube paulista, em dezembro de 2014, após passagem pelo Fluminense.

- Aqui é a minha casa, e por isso estou feliz de poder renovar o meu contrato com o São Paulo. Permanecemos mais tempo no clube do que com as nossas próprias famílias, então isso faz com que a gente crie um vínculo muito forte. Estou feliz e motivado para buscar uma temporada brilhante com os meus companheiros, e acredito que estamos no caminho certo sob o comando do Rogério (Ceni, técnico) - projetou.





Bruno tem 107 partidas pelo São Paulo, com 14 assistências e nenhum gol marcado. O número de passes para companheiros balançarem as redes, no entanto, é o maior entre os atletas do atual elenco. Cueva, com nove, é quem mais se aproxima no quesito. O profissionalismo do atleta de 31 anos, que pouco se machuca, é exaltado pelo Tricolor.

- Procuro retribuir o voto de confiança do clube dentro de campo. Minha meta é melhorar ainda mais, porque a cobrança aumentará. Meus companheiros me ajudam bastante, e tento contribuir com as assistências e na marcação. O Rogério tem um estilo de jogo bem definido e sigo as determinações dele para mostrar o meu futebol. Pretendo evoluir ainda mais para que a gente possa formar um time forte na briga por títulos - afirmou.

E MAIS: