São Paulo caminha para não ter Raí em 2020 e tem favorito para a vaga

Fellipe Lucena
LANCE!
Raí continuará no São Paulo (Foto: Reprodução/Twitter São Paulo)
Raí continuará no São Paulo (Foto: Reprodução/Twitter São Paulo)


O São Paulo caminha para ter mudanças importantes em seu departamento de futebol para 2020. A tendência é de que Raí, diretor de futebol desde o fim de 2017, não tenha o contrato renovado e deixe o cargo após o Campeonato Brasileiro. O favorito a assumir a pasta é Carlos Belmonte, atual diretor social e responsável pelo projeto do basquete do clube, considerado um sucesso.

​A pressão sofrida pelo presidente Leco para trocar o comando do futebol é imensa. Se há alguns meses os pedidos pela saída do ídolo vinham apenas de conselheiros de oposição, agora vêm também da base aliada ao presidente. Se antes respondia que Raí não sairia “nem se quisesse”, tamanha a confiança que tinha nele, o mandatário agora dá sinais de que fará a mudança - embora não tenha se manifestado publicamente sobre isso.

​Esses conselheiros próximos a Leco cobram uma reestruturação profunda no futebol do São Paulo e julgam que Raí já deu mostras de que não é a pessoa adequada para tocá-la. A sugestão é por um conselheiro não remunerado e com força política para liderar essa reformulação, que não diz respeito ao elenco, mas à estrutura física e pessoal do CT da Barra Funda. Belmonte se enquadra neste perfil.

​Já se discute internamente a possibilidade de fazer dele, inclusive, candidato à presidência do clube em dezembro de 2020 em caso de bom trabalho como dirigente no futebol. Hoje, o favorito a representar a situação no pleito é Júlio Casares.

​Essas mudanças ainda não estão 100% definidas e só serão confirmadas após a participação do Tricolor no Brasileirão - ou após a obtenção da vaga direta na fase de grupos da Libertadores, que virá já nesta quarta em caso de vitória sobre o Internacional, às 21h30, no Morumbi.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também