São Paulo acerta acordo de rescisão com Pablo; clube fica com percentual do jogador

·1 min de leitura
Pablo acertou acordo para rescindir com o São Paulo (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)


São Paulo e Pablo chegaram a um acordo para a rescisão do contrato do atacante, que iria até o final de 2023. Quem confirmou a informação foi o próprio presidente do Tricolor, Julio Casares, em entrevista ao canal do jornalista Jorge Nicola.

- Nós tínhamos uma pendência desde a pandemia, nós parcelamos esse valor, tanto do Vitor Bueno quanto do Pablo. Acho que todos ficaram felizes. São atletas que prestaram serviço. O São Paulo com esse acordo parcela seu débito e desonera a folha - disse o mandatário.

Além da rescisão, o São Paulo ficará com 30% dos direitos econômicos do jogador, que deve ir para o Athletico-PR.

- O São Paulo fica com um percentual do Pablo, do Vitor não. Com o Pablo foi um investimento, um dos maiores da história do clube. O São Paulo fica com um percentual importante, fica com uma participação importante. Eu acho que 30% é um direito econômico importante que ficamos – comentou Casares.

As conversas para acertar a rescisão se arrastavam desde a última semana, já que o atacante gostaria de receber os valores devidos pelo São Paulo. Sem clima para continuar no clube e muito criticado pela torcida por conta dos gols perdidos, Pablo deixa o Tricolor com 121 jogos, 32 gols e 11 assistências.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos