São Paulo é acionado na FIFA pelo Dínamo de Kiev por dívida de R$ 22 milhões na compra de Tchê Tchê

Thomas Savoia
·1 minuto de leitura

O Dínamo de Kiev, ex-clube de Tchê Tchê, atual jogador do Atlético-MG, acionou o São Paulo na FIFA cobrando o atraso no pagamento do negócio fechado entre os clubes ainda em 2019. O clube paulista prevê que esse valor chegue a R$ 22 milhões. Caso o clube do Morumbi não pague a dívida, ele poderá receber uma punição de não poder registrar outros jogadores no elenco, mesmo exemplo que aconteceu com o Santos na temporada passada.

Helinho em ação pelo Red Bull Bragantino. | Alexandre Schneider/Getty Images
Helinho em ação pelo Red Bull Bragantino. | Alexandre Schneider/Getty Images

Segundo o Globoesporte.com, o São Paulo se encontra em uma "operação Red Bull Bragantino". Isso porque o clube já negocia a venda do atacante Gabriel Novaes, emprestado ao Bahia, e também no interesse de compra do clube de Bragança Paulista pelo atacante Helinho. Com essas vendas, o Tricolor pode juntar uma alta quantia de dinheiro e mostrar aos ucranianos que não vão deixar de pagá-los.

Gabriel Novaes, emprestado ao Bahia, pode se ver envolvido em negócio. | Pedro Vilela/Getty Images
Gabriel Novaes, emprestado ao Bahia, pode se ver envolvido em negócio. | Pedro Vilela/Getty Images

Além do problema na entidade máxima do futebol, o São Paulo usaria uma parte desse dinheiro para quitar outras duas dívidas.

O clube ainda deve R$ 6 milhões ao Orlando City, dos EUA, por questões contratuais na compra de Kaká em 2014. Já com o Athletico, o clube tinha fechado a compra do atacante Pablo por R$ 15 milhões e somente R$ 3,2 milhões foram pagos. O clube paranaense espera o pagamento de cinco parcelas de R$ 2,3 milhões.