São-paulinos se dividem entre dinizmo e dinizismo: qual é o certo?

Fellipe Lucena
LANCE!


Dinizmo ou dinizismo? Qual é o termo correto para definir os métodos de Fernando Diniz, técnico do São Paulo? Durante a pausa forçada do futebol devido à pandemia do novo coronavírus, os torcedores do clube criaram o debate bem-humorado nas redes sociais e o LANCE! ouviu especialistas na língua portuguesa para tirar a dúvida.

Na verdade, trata-se de um neologismo, que é o emprego de palavras novas, sem registro formal. Não há, portanto, uma opção 100% correta. Os profissionais buscados pela reportagem, porém, foram unânimes ao dizerem que dinizismo faz mais sentido do que dinizmo linguisticamente. Mas há quem defenda até uma terceira via: o dinicismo.

- Olha, nesse caso não tem nenhuma dúvida: o que faz sentido na língua é “dinizismo" (inicial minúscula, porque se está criando um substantivo comum), com o sufixo -ismo aplicado ao nome. Como em “sebastianismo”, “lulismo” etc. “Dinizmo” é coisa de quem ouviu o galo cantar bem longe - opinou Sérgio Rodrigues, jornalista, escritor, colunista da Folha de S.Paulo e referência em língua portuguesa.

Veja outras opiniões:

Raul Drewnick, jornalista, escritor e ex-revisor do Estadão

Eu pesquisei, pesquisei e, se fosse apostar em uma forma, seria dinicismo (que causaria espanto). Cheguei a isso por analogia com palavras cujo "z" final se transforma em "c", como capaz=capacíssimo, sagaz=sagacíssimo. Dinizismo parece mais defensável que dinizmo. Parece que muitas palavras se formaram meio à margem das normas e acabaram consagradas pelo uso e dicionarizadas. Nudismo e mutismo são exemplos dessa zorra: uma conservou o d da raiz, a outra mudou o d para t. Então, d(t)urma-se com um barulho desses.

Karla Duarte, professora de português da escola Carandá VivaVida, formada em Letras-Português pela FFLCH-USP

O correto seria dinizismo, porque o -ismo é um sufixo que a gente agrega à raiz da palavra para identificar modo de agir de alguém, por exemplo. Ao falar "modismo", você pega a palavra "moda" e acrescenta o -ismo no fim. "Fordismo" era a produção industrial no modelo de Ford. Como coincidentemente o nome do Fernando Diniz tem um "iz" no fim, as pessoas ficam na dúvida com o dinizmo, mas aí a gente cortaria um pedaço do sufixo. Então o correto é dinizismo mesmo.

Valdomiro Neto, jornalista e ex-editor do LANCE!


Suponho que o sufixo certo seja "ismo" não "mo". Por correspondência: guardiolismo, fordismo, nativismo, tenentismo; etc.. O termo não tem registro formal, mas o correto, acho, é seguir a formação de outras palavras assim. Portanto, seria dinizismo.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
Diniz
Diniz

Diniz lê durante a pausa dos torneios - Divulgação/São Paulo FC

Em uma enquete promovida pela reportagem no Twitter, a maior parte dos torcedores escolheu o dinizismo como opção correta.

De qualquer forma, a brincadeira evidencia que a opinião de boa parte da torcida são-paulina sobre o treinador mudou. Se ele terminou o ano passado bastante contestado e chegou a ser xingado por vários são-paulinos no Morumbi no empate sem gols com o Corinthians, já em 2020, agora a maioria se coloca ao seu lado e até o clube não se furta ao defendê-lo com publicações institucionais.

Antes da pausa das competições, o São Paulo conseguiu boas vitórias contra LDU (3 a 0) e Santos (2 a 1), no Paulistão e na Libertadores, e tinha boas perspectivas nas duas frentes.


Leia também