São Bento só empata com o Boa e perde chance de subir na Série B

Gazeta Press

O São Bento perdeu uma grande oportunidade de desgarrar da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro da Série B. Diante de seu torcedor, no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, os mandantes não passaram de um empate sem gols contra o então lanterna Boa Esporte, pela 28ª rodada do nacional de acesso.

O resultado deixa o São Bento na 12ª colocação, com 36 pontos, apenas seis a mais que o Paysandu, atual primeiro membro do Z4, mas que ainda não entrou em campo nessa rodada. Já os mineiros chegam a 26 pontos e deixam a última posição temporariamente com o Sampaio Corrêa.

Depois de conquistar três vitórias seguidas, o São Bento empatou na última rodada e tinha o duelo dessa sexta como fundamental para voltar a deslanchar. A invencibilidade está mantida, mas a igualdade ficou longe de agradar.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A partida até ofereceu chances de gol para os dois lados, mas não dá para dizer que foi um confronto aberto e com tantas possibilidades. As jogadas truncadas, a disposição física e as discussões entre os adversários deram o tom da disputa no interior paulista.

Agora, o São Bento terá parada dura, contra o Fortaleza, terça-feira, no Castelão. No sábado da semana que vem, o Boa Esporte receberá o Criciúma, em Varginha.

FICHA TÉCNICA

SÃO BENTO 0 X 0 BOA ESPORTE

Local: Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP)

Data: 21 de setembro de 2018, sexta-feira

Horário: 20h30 (Brasília)

Árbitro: Marcos Mateus Pereira (MS)

Assistentes: Leandro dos Santos Ruberdo (MS) e Cicero Alessandro de Souza (MS)

Cartões amarelos: Samuel Santos, Zezinho, Fábio Bahia (SBE); Rodrigão, Jadson, PH, Douglas Baggio, Djavan (BOA)

Público: 2.312 torcedores

Renda: R$ 30.705,00

SÃO BENTO: Rodrigo Viana; Éverton Silva, Ewerton Páscoa, Anderson Salles e Pedro Botelho (Diogo Oliveira); Fábio Bahia, Joãozinho, Samuel Santos e Zezinho; Luidy e Ronaldo (Branquinho)

Técnico: Marquinhos Santos

BOA ESPORTE: Fabrício; Hélder Maurílio, Rafael, Rodrigão e Jadson (Manoel); PH (Maycon), Djavan, Bruno Tubarão, Daniel Cruz (Gabriel Arantes) e Kaio Cristian; Douglas Baggio.

Técnico: Ney da Matta.

Leia também