Russell vence corrida sprint e largará na frente no GP São Paulo de F1

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O inglês George Russell venceu a corrida sprint do GP São Paulo de F1, neste sábado (12). Com a vitória, o piloto larga na frente na corrida principal, neste domingo (13), e contabiliza oito pontos na classificação geral.

O espanhol Carlos Sainz, da Ferrari, completa a primeira fila e o campeão da etapa brasileira do ano passado, Lewis Hamilton, da Mercedes, larga em terceiro. O holandês Max Verstappen, campeão antecipado desta temporada, completa segunda fila.

Válido pela penúltima etapa da temporada 2022, o GP São Paulo será disputado neste domingo (13), às 15h (horário de Brasília), no autódromo de Interlagos, em São Paulo.

A prova será transmitida a partir das 14h30 pelo Grupo Bandeirantes (TV Band, rádio BandNews FM, site Band.com.br e aplicativo Bandplay), e espera-se céu parcialmente nublado e pancadas de chuva durante a tarde, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

Classificatória para corrida oficial, a sprint é mais curta que a prova deste domingo, sem necessidade de pit stop e na qual cada equipe é livre para escolher os pneus usados. Em Interlagos, a prova oficial tem 71 voltas e a sprint, 24.

O grid da sprint largou com surpresa: a pole position do dinamarquês Kevin Magnussen, da equipe Haas, apenas o 13º colocado no Mundial de Pilotos --ele terminou a sprint na 8ª colocação. Max Verstappen e George Russell largaram na segunda e terceira posição, respectivamente. Também surpreendente foi o último treino livre antes da sprint, liderado pelo francês Esteban Ocon, da Alpine, 8º colocado na classificação.

Antes da corrida sprint, algumas personalidades da F1, como Bernie Ecclestone, ex-chefão da categoria, Emerson Fittipaldi, primeiro campeão mundial pelo Brasil, e o jornalista Reginaldo Leme receberam do prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), obras do artista carioca Waltercio Caldas. A cerimônia fez parte das comemorações de 50 anos da modalidade no Brasil.

A promotora do GP São Paulo lançou neste sábado uma campanha contra o preconceito, a intolerância e o assédio nas arquibancadas. O vídeo destaca na abertura a bandeira quadriculada e a figura de Lewis Hamilton como campeão.

O vídeo pede para o público tomar cuidado com o limite entre piada e preconceito. Neste ano, o tricampeão brasileiro Nelson Piquet, sogro de Verstappen, foi denunciado ao Ministério Público Federal por ter chamado Hamilton de "neguinho". Um vídeo gravado em 2021 mostra ofensa de Piquet ao piloto inglês, que se envolvera em acidente com Verstappen no GP da Inglaterra.

O título do holandês da atual temporada, com quatro corridas de antecedência, tirou parte do entusiasmo do público em Interlagos neste final de semana. Situação bem diferente de 2021, quando Hamilton foi punido duas vezes e venceu uma corrida cheia de reviravoltas, diminuindo a distância para Verstappen, então líder do campeonato. O holandês conquistou o título do ano passado somente na última corrida, em Abu Dhabi.

A definição antecipada do campeonato deixou cambistas no prejuízo. Dois deles relataram à reportagem dificuldades para vender ingressos neste sábado, enquanto na véspera da corrida em 2021 a margem de lucro teria sido de 100%. O ingresso mais em conta, R$ 770 no setor G, estava sendo oferecido a R$ 500.

O GP São Paulo teve cinco faixas de ingressos, de R$ 770, a R$ 13,6 mil. As entradas esgotaram em junho --deopis, a organização negociou lotes isolados.

A estimativa de público, segundo a organização, é de 230 mil pessoas ao longo dos três dias, superior ao total de 181.711 espectadores em Interlagos em 2021.

A expectativa pelo acréscimo de fãs, apesar do campeonato estar definido, é fruto do interesse dos brasileiros pela modalidade, de acordo com a promotora do GP São Paulo.

Para este ano, foram organizados novos eventos paralelos à corrida nas dependências de Interlagos, como eventos de eSports, tirolesa e atrações musicais. O produtor e DJ Kygo, da Noruega, conduzirá um show após o término da corrida.

A cantora Iza, acompanhada da Orquestra Sinfônica de Heliópolis, cantará o hino nacional do Brasil antes da largada deste domingo. Também foi construída uma nova arquibancada a 30 metros das pistas, entre as curvas Bico de Pato, Mergulho, Junção e Subida do Café.

Veja como largam os pilotos no GP de São Paulo

1 George Russell (Mercedes)

2 Lewis Hamilton (Mercedes)

3 Max Verstappen (Red Bull Racing)

4 Sergio Perez (Red Bull Racing)

5 Charles Leclerc (Ferrari)

6 Lando Norris (Mclaren)

7 Carlos Sainz (Ferrari)

8 Kevin Magnussen (Haas)

9 Sebastian Vettel (Aston Martin)

10 Pierre Gasly (Alphatauri)

11 Daniel Ricciardo (Mclaren)

12 Mick Schumacher (Haas)

13 Guanyu Zhou (Alfa Romeo)

14 Valtteri Bottas (Alfa Romeo)

15 Fernando Alonso (Alpine)

16 Yuki Tsunoda (Alphatauri)

17 Lance Stroll (Aston Martin)

18 Esteban Ocon (Alpine)

19 Nicholas Latifi (Williams)

20 Alexander Albon (Williams)