Russell sugere mudanças na Williams após experiência na Mercedes

Jonathan Noble
·2 minuto de leitura

George Russell foi convocado pela Mercedes para o GP de Sakhir como substituto do heptacampeão mundial Lewis Hamilton, que havia sido afastado por causa do coronavírus.

Um pitstop malfeito e um furo de pneu custou a Russell a chance de uma primeira vitória na Fórmula 1, antes de retornar à Williams para a etapa final da temporada em Abu Dhabi.

Embora Russell não tenha permissão para revelar nenhum dos segredos diretos da Mercedes, seu conhecimento de como a montadora alemã faz as coisas será inestimável para ajudar a direcionar a Williams a se concentrar em áreas específicas de seus carros para a temporada 2021.

Leia também:

F1: Williams oficializa Roberts como chefe de equipe e anuncia ex-McLaren como novo CEO Frank Williams dá entrada em hospital mas tem condição estável; família não divulga causa de internação Ferrari se prepara para transferir funcionários para base da Haas em Maranello

Uma delas gira em torno do sistema de largada, com Russell tendo feito uma saída brilhante no Bahrein depois de uma temporada em que não conseguiu encontrar boa consistência na Williams.

Dave Robson, chefe de desempenho de veículos da Williams, disse que Russell já tinha algumas sugestões de como melhorar as coisas depois de experimentar o que a Mercedes faz.

"É algo que ele mencionou", disse Robson. “Ele fez uma largada particularmente boa [com a Mercedes] e teve boas largadas no nosso carro, mas acho que o que falta é consistência.”

"Ele tem algumas ideias, principalmente sobre como ele gostaria de trocar a embreagem, o tipo de ergonomia do que eles fazem. Isso é algo que podemos ver durante o inverno.”

“Acho que os sistemas de transmissão são um pouco diferentes, mas o que tende a ser mais interessante é a preparação do pneu e como você entende a aderência que terá no início: e, portanto, qual é o alvo da embreagem.”

"Provavelmente há algo para aprendermos sobre lá, eu acho."

Embora os diferentes conceitos dos carros Mercedes e Williams signifiquem que as especificações dos designs não podem ser levadas em consideração, Robson ainda pensa que há conceitos gerais de desempenho que podem ajudar.

"O ritmo fundamental do carro é provavelmente muito diferente, então não podemos simplesmente fazer nosso carro da maneira que ele [Russell] obviamente gostaria", disse.

"Mas assim que nos sentarmos com ele, podemos mudar a maneira como priorizamos as coisas."

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

EXCLUSIVO: Com namoro de Verstappen e Kelly Piquet, Nelsinho revela o que Nelsão acha do 'genro' Max

Your browser does not support the audio element.