Russell: rumores sobre Williams foram "alimentados pelo pessoal de Pérez"

Luke Smith
·3 minuto de leitura

Sergio Pérez segue em busca de uma vaga no grid da Fórmula 1 para 2021 e rumores recentes o colocam como próximo da Williams, potencialmente deixando George Russell sem um carro. Mas o britânico acredita que a especulação sobre o seu futuro são "alimentadas pelo pessoal de Pérez", defendendo que uma clarificação sobre seu caso deve sair em até uma semana.

Pérez iniciou uma caça para permanecer na F1 após ser liberado pela Racing Point no mês passado, abrindo caminho para a chegada de Sebastian Vettel na Aston Martin.

Leia também:

F1: Racing Point detona comissários por reprimenda dupla a Pérez em Portugal, que o deixam próximo de punição Brawn compara ano de Leclerc com Hamilton e Schumacher: "É isso que faz um campeão mundial" Wolff: futuro de Russell na Williams está fora do controle da Mercedes

Enquanto a Williams anunciou em julho que Russell e Nicholas Latifi seguiriam como pilotos em 2021, a mudança de donos da equipe levou a dúvidas que surgiram na semana passada sobre o futuro do britânico.

O chefe interino Simon Roberts se recusou a confirmar na coletiva da sexta que Russell e Latifi permanecerão para 2021, mas destacou que não falava mais para não alimentar especulações.

Falando após o GP de Portugal, Russell disse que os rumores sobre seu futuro foram incendiadas pela equipe de Pérez, de forma a aumentar as chances do mexicano de conseguir uma vaga em 2021.

"Toda essa especulação foi alimentada pelo pessoal de Pérez, que estão tentando pressionar outras equipes do grid, potencialmente a Red Bull. Esta é a minha visão. Tenho contrato, não preciso me preocupar, só focar no meu trabalho".

Na quinta, Russell disse que falaram com a nova gerência da Williams sobre os rumores. O presidente executivo da Dorilton Capital, Matthew Savage, estava em Portimão na sexta. O piloto confirmou que conversou com a Dorilton e antecipou que uma clarificação sobre o seu futuro deve vir nos próximos sete dias.

"Eles disseram que não têm ideia da origem desses rumores. Eles não gostam de comentar sobre situações contratuais, principalmente depois das falas de Simon na sexta, que foram tiradas fora de contexto".

"No final, a equipe não queria comentar por não julgar necessário, e por abrir caminho para outras questões ao longo do caminho. Eu tenho um contrato e estarei no grid, tenho confiança disso. Algo muito substancial teria que acontecer nas próximas semanas para isso mudar".

"Acredito que em uma semana tudo será resolvido pela equipe"

Russell é parte da Academia da Mercedes, mas a montadora admitiu que a situação do piloto na Williams estava fora de seu controle. No sábado, Toto Wolff disse que Russell receberia um programa "sensacional" de testes se ficasse sem uma vaga em 2021.

Mas o campeão de 2018 da F2 disse que não teve discussões com a Mercedes sobre um plano B para 2021.

"Não, não falamos sobre um plano B. [Wolff] me disse que eu tenho todo o apoio deles e que eu estarei com certeza no grid, que não precisava me preocupar".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

TOP-5: As maiores tretas entre campeões da F1

PODCAST: O mercado da F1 para 2021 e os 30 anos do bicampeonato de Senna

Your browser does not support the audio element.