Fluminense e Atlético-MG não saem do empate pelo Brasileirão

Luiza Sá
·3 minuto de leitura

Bom para nenhum dos dois. Nesta quarta-feira, Fluminense e Atlético-MG ficaram no empate por 0 a 0 no Maracanã, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os mineiros, que jogaram praticamente os 90 minutos no ataque, não aproveitaram os tropeços dos rivais à frente, enquanto os cariocas adiaram a confirmação da vaga na Libertadores.

> Gignac na lista: 25 atacantes experientes que já podem assinar pré-contrato

Com o resultado, o Flu perde a chance de entrar no G4, ficando com 57 pontos na quinta posição, dois atrás do São Paulo (com um jogo a menos) e com quatro de desvantagem para o Galo, em terceiro. O time de Jorge Sampaoli também lamenta o empate, já que perde a chance de colar em Flamengo e Internacional. Os mineiros ficam quatro pontos atrás do Rubro-Negro e cinco do Colorado.

VEJA E SIMULE A TABELA DO BRASILEIRÃO

BOM JOGO

Como era esperado, o duelo foi movimentado para os dois lados, pelo menos no começo. Enquanto o Atlético-MG exerceu a pressão característica durante toda etapa inicial, o Fluminense também não teve medo de se lançar ao ataque, mas travou o meio-campo para evitar lances de perigo do adversário. Pelo time da casa, Luiz Henrique foi quem chegou melhor, mas não marcou. Nos visitantes, Savarino desperdiçou dois chutes. Portanto, na primeira metade os goleiros praticamente não trabalharam.

NADA FEITO

A maior virtude do Flu foi justamente fechar os espaços com aplicação defensiva. Sem conseguir quebrar as linhas, o Atlético teve a bola no pé, mas rodou, rodou e só foi chegar com real perigo aos 46 minutos da primeira etapa, com chute de Vargas para fora. Savarino e Luiz Henrique foram os jogadores mais acionados nas jogadas ofensivas do Galo e do Tricolor.

MORNO

Sampaoli mudou a formação do ataque na segunda etapa, com Vargas pela esquerda, Savarino pela direita e Sasha por dentro para tentar ter mais recursos ofensivos. Apesar da melhora nos primeiros minutos, a inversão não deu o resultado esperado e logo o treinador precisou substituir os atletas. Do lado do Fluminense, Fred precisou deixar o campo após sentir o adutor da coxa direita e deu lugar ao jovem John Kennedy, que entrou bem. Entretanto, o duelo ficou com pouquíssimos espaços e, portanto, sem lances de perigo para os dois times.

TUDO IGUAL

O Fluminense praticamente abriu mão de atacar e se dedicou ainda mais na defesa. Com um muro bem armado e seguro, o Atlético-MG não conseguiu infiltrar, mesmo com as entradas de Nathan, Marrony e Diego Tardelli. A melhor oportunidade foi aos 32 minutos, quando Marrony cruzou pela esquerda e Savarino se esticou todo, mas não chegou na bola. Além dele, Tardelli e Arana também apareceram bem, mas foram travados por Matheus Ferraz e Marcos Felipe, respectivamente. O Flu ainda conseguiu pressionar nos momentos finais, tendo a melhor oportunidade com Michel Araújo, mas o placar se manteve.

E AGORA?

O Campeonato Brasileiro entrará em sua 36ª rodada. Na próxima segunda-feira, o Fluminense visita o Ceará no Castelão, às 18h. Enquanto isso, o Atlético-MG receberá o Bahia, no Mineirão, no sábado, às 19h.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE X ATLÉTICO-MG

Data/Hora:
10/02/2021, às 21h30
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (FIFA - SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA - SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Cartões amarelos: Allan (CAM)
Cartões vermelhos: -
Gols: -

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Calegari, Luccas Claro (Frazan - 25'/2ºT), Matheus Ferraz e Egídio; Martinelli, Yago Felipe e Nenê (Michel Araújo - 34'/2ºT); Luiz Henrique (Caio Paulista - 42'/2ºT), Fred (John Kennedy - intervalo) e Lucca (Fernando Pacheco - 25'/2ºT). Técnico: Marcão.

ATLÉTICO-MG: Everson; Guga, Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Alan Franco (Calebe - 31'/2ºT) e Hyoran (Marrony - 16'/2ºT); Savarino, Sasha (Nathan - 16'/2ºT) e Vargas (Diego Tardelli - 24'/2ºT). Técnico: Jorge Sampaoli.