Andres Rueda nega clima ruim entre jogadores, comissão e diretoria do Santos

LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE
·1 minuto de leitura


Em entrevista coletiva na manhã desta segunda, o presidente do Santos, Andres Rueda, afirmou que o técnico Ariel Holan pediu demissão após a derrota no clássico para o Corinthians por 2 a 0, na noite deste domingo, na Vila Belmiro. O dirigente descartou que haja um clima ruim entre comissão e diretoria e disse, inclusive, que ele o próprio tentou convencer o teinador argentino a voltar atrás na decisão.

> Confira a classificação atualizada do Campeonato Paulista

>Confira 30 técnicos brasileiros disponíveis no mercado

- Eu vejo muitos comentários da relação do vestiário com a diretoria. A relação com a diretoria é excelente, com o técnico é excelente... Não vão achar pelo em ovo em uma situação que não existe, a relação é muito boa. Quando o resultado não aparece, aparentemente para fora, parece que está tudo errado, mas não é isso. Calma que as coisas vão se resolver - afirmou Andres Rueda.

De acordo com o presidente, o treinador estava insatisfeito pelos resultados ruins da equipe e até assustado por ter sido alvo de protesto dos torcedores. Rueda revelou que o apartamento o treinador foi alvo de rojões nos últimos dias.

Ariel Holan se colocou à disposição para comandar o Santos na partida contra o Boca Juniors, nesta terça, pela segunda rodada da Libertadores, mas a diretoria ainda não confirmou se ele irá trabalhar no jogo ou se o time será comandado pelo auxiliar técnico permanente, Marcelo Fernandes.

Ariel Holan deixa o Santos após 12 jogos, com saldo de quatro vitórias, três empates e cinco derrotas.