Rueda faz mistério sobre situação de Veríssimo, mas diz estar 'encaminhada'

Fábio Lázaro
·3 minuto de leitura


O presidente Orlando Rollo deixou a situação envolvendo o zagueiro Lucas Veríssimo nas mãos do novo mandatário do Santos, Andrés Rueda, que assume o clube oficialmente a partir do dia 01º de janeiro. Com uma proposta do Benfica (POR), o atleta deseja ser negociado e no último domingo (20), pediu para não atuar na derrota por 1 a 0 contra o Vasco, no Rio de Janeiro, pela 26ª rodada do Brasileirão.

Rueda, por sua vez, conversa com os dirigentes do clube português, vê um desfecho pra situação do zagueiro 'encaminhada', mas prefere se resguardar de detalhes.

- Está encaminhado até antes da nossa posse. Logo, logo a gente vai ter uma definição clara sobre isso. Não gosto de comentar as coisas que talvez pode ser. Quando tiver a situação concreta eu vou ser o primeiro a vir para vocês e dizer como é que está a situação - disse Andrés em entrevista após a assembleia.

A proposta inicial dos Encarnados foi recusada pelo Conselho Fiscal do Santos há algumas semanas, mesmo após ser aprovada pela diretoria, o que gerou certa insatisfação em Veríssimo, que já havia cogitado não entrar em campo nos compromissos contra LDU e Grêmio, pela Libertadores. O veto do CF é fruto de um mecanismo estatuário no Peixe, que prevê que nos últimos três meses de gestão, todas as decisões do clube precisam da aprovação, tanto do Conselho Fiscal, quanto do Deliberativo - como o Fiscal vetou, a proposta nem foi para a mesa do CD.

No entanto, nos últimos dias o Benfica melhorou a proposta, mantida em 6,5 milhões de euros (R$ 31,7 mi), mas agora com pagamento em menos parcelas. Inicialmente, o clube português propôs a quitação do negócio em cinco anos, sendo uma parte da compra paga em cada temporada. Precisando de verba, a diretoria santista havia conseguido a antecipação da verba através de uma instituição financeira, caso a negociação avançasse, o que não aconteceu. Agora, a direção dos Encarnados propõe o pagamento em um período de três anos.

- A gente recebeu formal apenas a proposta do Benfica, que, inclusive, melhorou a proposta. O valor é o mesmo, só que a forma de pagamento é menor e a gente não achou eticamente nos últimos dez dias de mandato analisar. Então, a gente já passou para o próximo presidente, André Rueda, analisar, junto com o seu Comitê de Gestão, para que a partir de janeiro ele dê andamento a essa negociação - comentou Orlando Rollo ao ser entrevistado ao final da posse do seu sucessor e da acalmação de Celso Jatene à presidência do Conselho Deliberativo para o próximo triênio.

Enquanto a situação não é resolvida, o técnico Cuca não desiste de Lucas Verísismo e tentará contar com o atleta nos próximos jogos. Neste domingo (27), o Alvinegro faz o seu último jogo em 2020, contra o Ceará, às 18h15, na Vila Belmiro, pela 27ª rodada do Brasileirão. Já na primeira semana de 2021, no dai 06 de janeiro, o Peixe tem compromisso pela fase semifinal da Libertadores, encarando Racing ou Boca Júnior, na Argentina. O desejo da comissão técnica é contar com o defensor, principalmente nas partidas decisivas pela competição continental.