Rueda fala em situação controlada e quer time aguerrido em 2023

Após dois anos turbulentos, Rueda espera por dias melhores  (Crédito: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)


O presidente do Santos, Andres Reuda, falou com à imprensa após a coletiva de apresentação do novo coordenador esportivo do Peixe, Paulo Roberto Falcão, na tarde desta quinta-feira.

O cartola santista comentou sobre o atual cenário financeiro do clube e fez um balanço da temporada de 2022.

“O resultado no campo não é o que imaginávamos. Existiram erros? Existiram, não tenha dúvidas. Se não existissem erros não teríamos passado tantos sufocos. São compreensíveis, no meu entendimento, a situação financeira não deixou muito espaço para ter feito melhor. Podem criticar contratações que fizemos, mas procuramos buscar o melhor para o Santos e dentro de ouvir as comissões técnicas do momento. Tantos as acertadas e não assertivas, não saíram por obra da imaginação da diretoria”, disse Rueda.

Agora, o mandatário santista espera um time mais encorpado para brigar por conquistas em 2023. Na coletiva, Rueda ainda destacou que vem mantendo os salários de todos os jogadores em dia e que o problema com direito de imagem que estava em atraso foi resolvido. Por fim, o cartola pediu um time brigador e com sangue nos olhos.

“No começo do ano eu comentei, acho que em uma coletiva com vocês, que se a gente chegasse vivo em final de 2022, em 2023 seria diferente. E, graças a Deus, chegamos vivos e bem vivos. Não vou entrar na parte financeira porque isso já passou. Mas hoje, se a situação não é confortável, a situação está sob controle. Pagamentos, acordos, dívidas... tudo sobre sob controle. Uma coisa que me orgulha não atrasamos um mês de salários. Eu tive problemas de percurso com a venda do Kaiky, isso me fez gerar uma imagem. Não era o que planejava, mas já foi controlado. Conseguimos respirar e chegar em 2022”, falou o cartola, que concluiu:

“Em 2023 estaremos um pouco mais folgados financeiramente. Aprendemos com os erros, não só no futebol, mas experiência de vida: temos que admitir todo tipo de erro. Não podemos admitir o mesmo erro duas vezes. Projeto 2023 em situação muito mais calma, e que possa dar mais alegria a torcida. Estamos num planejamento tem um pouco. Acabou o campeonato e já temos coordenador, comissão técnica gabaritada. Agora é fazer esforço, encorpar mais o time, deixar bem claro o que esperamos, e sempre falo para os jogadores e para o coordenador técnico, eu cobro muito ‘sangue nos olhos’. Eu espero que os jogadores que estejam no Santos tenham prazer de estar no Santos. Que eles sintam que estão no maior clube do mundo e se dediquem de corpo e alma para isso. Então, eu comentei isso com o Falcão. Quero um time de guerreiros e vencedores”, completou Andres Rueda.