Rueda afirma que o Santos vai demorar para se recuperar financeiramente

Rueda destaca dificuldade financeira do Santos (FOTO: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)


Em entrevista ao programa Sportscenter, da ESPN, o presidente do Santos voltou a falar sobre a situação financeira do clube. Andres Rueda ressaltou o momento do Peixe quando assumiu a gestão e vê alivio nas contas, mas reforça demora para se recuperar financeiramente.

"Em 2021 o clube literalmente estava em situação de pré-falência, as dívidas estavam fora de controle, contas bloqueadas, patrocínios bloqueados, transfer ban, uma situação caótica. Nesses dois anos conseguimos pagar algumas dívidas, e fazer acordos que deixam a dívida administrada. Recentemente fomos surpreendidos pela venda do Kaiky, cujo dinheiro da venda traria uma situação mais confortável, e esse dinheiro foi bloqueado na Espanha por uma dívida de 2012 da venda do Neymar, isso atrapalhou um pouco a projeção financeira. A situação ainda é delicada, porém, com a vantagem de fechar 2022 com os salários e imagem religiosamente em dia, além dos compromissos financeiros e tributário em ordem. Mas leva tempo até dizer que a saúde do clube está 100% boa", ressaltou.

O zagueiro Kaiky foi vendido pelo Alvinegro ao Almería (Espanha) por 4,5 milhões de euros, mas o dinheiro está bloqueada na justiça por um não pagamento do clube em 2012 pela venda do meia-atacante Neymar ao Barcelona (Espanha). O cartola explicou que todos os clubes que vendem jogadores à times da Espanha precisam pagar 15% de imposto, o que não foi pago na venda do camisa 10 da Seleção Brasileira.

Por isso, a FISCO (Receita Federal Espanhola) entrou com uma ação contra o clube exigindo que se pagasse. Apesar das contestações da equipe jurídica do Santos, o clube só terá o dinheiro desbloqueado assim que pagar esse imposto.