Rubro-negro no Brasil e na Tailândia, Conrado fala sobre sonho de infância

Brasileiro em campo na Tailândia (Foto: divulgação)
Brasileiro em campo na Tailândia (Foto: divulgação)


Os dez gols e as três assistências do atacante Conrado foram fundamentais para o título da Thai League 3 pelo Khon Kaen United neste ano. Em sua primeira temporada no clube asiático, o brasileiro conquistou não apenas o principal objetivo da equipe, mas também o coração dos torcedores locais. Segundo o paulista de Campinas, o reconhecimento por parte dos fãs tailandeses foi uma das melhores experiências vividas por ele na carreira.

- Ser reverenciado no seu próprio país é algo muito especial, pois indica que o seu trabalho está sendo bem feito. Porém, quando isso acontece longe da sua terra, sem dúvida alguma é diferente. Há pouquíssima coisa em comum entre o atleta, no meu caso, que acabou de chegar ao país, e aquele determinado povo. Talvez o único fator que me ligasse a esses fãs fosse o desejo em comum de ver a equipe vitoriosa. A língua é diferente e os hábitos também são. Mas no momento de alegria, todos estiveram em sintonia e isso foi muito bonito - disse.

Em 2020 Conrado completará 10 anos como profissional. Já tendo jogado três dos quatro mais fortes estaduais do país – e vencido um, o Gaúcho, pelo Novo Hamburgo em 2017 – o jogador revela que possui o desejo de disputar um outro, pela primeira vez. E a razão é a paixão de infância por um certo clube, rubro-negro como o Khon Kaen.

- Sou Flamengo fanático desde pequeno. Sempre vi o time disputando o Campeonato Carioca e conquistando títulos históricos. Isso mexia comigo e quando me tornei profissional a possibilidade de jogar pelo clube passou a ser de alguma forma, real. Fazer um gol numa final de estadual com o Maracanã lotado sempre foi um sonho especial. Não sei se realizarei este objetivo, mas a esperança, aqui dentro, existe sim - finalizou.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também