Rublev e Zverev vão à final do Masters 1000 de Cincinnati

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O russo Andrey Rublev venceu seu compatriota Daniil Medvedev, primeiro cabeça de chave do torneio, neste sábado nas semifinais do Masters 1000 de Cincinnati e vai enfrentar na final o alemão Alexander Zverev, que derrotou o grego Stefanos Tsitsipas.

Rublev, o quarto cabeça-de-chave, venceu Medvedev com parciais de 2-6, 6-3 e 6-3 sets em duas horas e 16 minutos.

Derrotado em suas últimas quatro partidas por Medvedev, Rublev encerrou essa sequência de triunfos do número 2 do mundo, que venceu o Masters 1000 de Toronto no último domingo.

Um inconveniente sofrido por Medvedev também pode ter desequilibrado a balança a favor de Rublev.

No início do segundo set, Medvedev se chocou com uma câmera localizada no fundo da quadra, o que o deixou bastante irritado. Visivelmente afetado na mão esquerda e no braço direito devido ao choque, o vencedor da edição 2019 solicitou assistência médica três vezes no terceiro set.

"Não sei como consegui virar", disse Rublev. Cada ponto foi tão apertado, a partida foi tão intensa, foi exatamente como um jogo de xadrez", comentou.

"Eu precisava escolher seus momentos conforme me aproximava da vitória. Ele nunca vai te dar uma chance, então eu tive que encontrar o momento certo para fazê-lo correr. Essa vitória vai me dar confiança, sabendo que posso competir contra ele, mas eu ainda tenho muita coisa para melhorar", acrescentou.

Rublev, de 23 anos, vai disputar a décima terceira final de sua carreira no domingo, a segunda de Masters 1000 depois daquela que perdeu em abril em Monte Carlo para o grego Stefanos Tsitsipas.

O alemão Alexander Zverev, 5º do mundo, e medalhista de ouro em Tóquio, venceu o grego Stefanos Tsitsipas em três sets, com parciais de 6-4, 3-6 e 7-6 (7-4).

O jogo foi marcado por uma polêmica: Zverev acusou seu adversário de ter recebido instruções via celular: ao final do primeiro set, Tsitsipas foi visto indo para o vestiário com sua bolsa enquanto seu pai, que é também seu treinador, enviava mensagens pelo telefone.

meh/cl/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos