Ruan Lucas fala sobre história no Coritiba em material especial do clube

·2 minuto de leitura


Aos 17 anos de idade, campeão da Copa do Brasil Sub-20 e sendo uma das peças mais importantes da equipe, o atacante Ruan Lucas concedeu entrevista a TV Coxa em uma série voltada especificamente para jogadores formados na base do clube batizada de 'Piás do Couto'.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Ruan começou a jogar futebol em uma escolinha de formação de atletas que tem vínculo com o Coxa Branca na escola Tostão. Em amistoso contra a base do Verdão, o extremo foi um dos destaques da equipe e conquistou a oportunidade de fazer testes na base do Coritiba onde, chegando como lateral, Ruan foi rapidamente recebendo chances e mudanças em seu posicionamento até jogar como extremo, posição que atua desde então.

Um dos maiores auxiliares neste trajeto, Ruan relembrou com carinho dos familiares e principalmente do pai, que sempre esteve presente em todas as etapas da vida pessoal e profissional do atleta.

- Sempre que precisei, ele me ajudou. Ele trabalhava no período da tarde e tivemos uma competição no Sub-15, eu com 14 anos comecei a jogar o paranaense, mesmo com um ano a menos. Ele estava no trabalho há muito tempo e pediu para trocar de horário para me assistir no jogo, os chefes dele não quiserem mudar. Eu falei que estava tudo bem, estava tranquilo, que eu queria muito que ele estivesse, mas era o trabalho dele. Nisso que falei, ele me deixou no Couto e foi para o trabalho, chegamos lá, aquecimento, testes, olhei e não vi ele. Quando voltamos ao vestiário para colocar o uniforme, entrei em campo, ele estava lá! Assistiu o jogo, acompanhou. Ele disse que não queria saber, só queria estar do meu lado, em todos os momentos ele foi assim - disse o jogador.

A promessa chegou ao clube com 11 anos de idade e esteve em algumas categorias destacando-se com idade abaixo do que os demais jogadores. Um exemplo bastante vivo na memória do atleta sobre este assunto foi a conquista do Campeonato Paranaense Sub-15 quando Ruan atuou como titular em todos os jogos - mesmo com idade inferior - e o clube sagrou-se campeão do torneio na oportunidade.

Questionado sobre os sonhos que almeja com a camisa do Coxa, Ruan assegurou que quer ter seu nome marcado na história da equipe do Alto da Glória no patamar de idolatria:

- Não quero ser só mais um atleta do Coritiba. A gente sabe que tem um corredor no clube com todos os ídolos e quero um dia estar lá também. A gente trabalha no dia a dia pra isso, sempre querendo dar alegria para nação e fazer o melhor dentro de campo para dar alegria aos meus familiares que sempre torceram por mim, é um grande sonho.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos