Roubaram o Medina? Veja os nomes e como são escolhidos os juízes do surfe nos Jogos Olímpicos

·2 minuto de leitura


Após a derrota de Gabriel Medina na semifinal e na disputa pelo bronze, a web brasileira, assim como a esposa do surfista Yasmin Brunet, vem questionando a integridade da equipe de jurados escolhidos para analisar os lances olímpicos. O LANCE! compartilha a lista divulgada pela Associação Internacional de Surfe (ISA - em inglês) que inclui os brasileiro Marcos Bukão, Marcel Miranda e Luli Pereira.

+ Veja a tabela do futebol feminino em Tóquio!

Formado em parceria com a WSL (World Surf League), o painel de jurados inclui diretor técnico, diretor de prova, além de 11 juízes, representando sete países dos quatro continentes. O brasileiro Marcos Bukão, veterano que em 2019 trabalhou no ISA Surfing Games, também no Japão, foi nomeado o diretor de prova. Já o catarinense Luli Pereira, que integra o time da WSL há vários anos, será um dos sete juízes responsáveis por avaliar a performance dos surfistas.

O juiz de prioridade designado foi o brasileiro Marcel Miranda, ao lado do neozelandês Ian Buchanan. Já o diretor técnico é Erik Krammer. Richard Pierce, também dos EUA, e o australiano Glen Elliot formam a dupla de head judges.

O especialista convidado pela Globo, Teco Padaratz, bicampeão mundial do World Men's Qualifying Series e um dos ídolos do esporte no Brasil, que afirmou que teria dado uma nota diferente ao Medina na semifinal, rechaçou qualquer chance de complô contra Medina, mas admite que os juízes podem ter feito julgamentos errados.

- Como funcionaria um complô contra o Gabriel em um momento desse quando cada um juiz vem de um país diferente do planeta, com interesses separados. Não existe como a galera criar uma organização de complô contra o Gabriel. Existe sim um possível erro de julgamento, isso é natural. Assim como um surfista erra uma manobra um juiz é capaz de errar uma nota - disse.

- Existe cinco juízes, é tirada a maior e menor nota e deixar a média das três do meio para evitar um erro de um juiz isolado. Gente, não existe complô nenhum, existe sim a opinião individual de cada juiz e a média final de cada onda - completou.

Painel de jurados Tóquio 2021
Diretor técnico: Erik Krammer (EUA)
Diretor de prova: Marcos Bukão (BRA)
Head Judges: Richard Pierce (EUA) e Glen Elliot (AUS)
Juízes: Pritamo Ahrendt (AUS), Tory Gilkerson (EUA), Masato Kato (JPO), Dan Kosoof (NZL), Luli Pereira (BRA), Nuno Trigo (POR) e Bruno Truch (FRA)
Juízes de prioridade: Ian Buchanan (NZL) e Marcel Miranda (BRA)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos