Rose Miriam e filhos homenageiam Gugu um ano após morte: "Perdi parte de mim"

Giselle de Almeida
·2 minuto de leitura
Rose Miriam e os filhos homenageiam Gugu Liberato. Fotos: reprodução/Instagram/@rosemiriamoficial e @sofi_liberato
Rose Miriam e os filhos homenageiam Gugu Liberato. Fotos: reprodução/Instagram/@rosemiriamoficial e @sofi_liberato

Rose Miriam Di Matteo foi às lágrimas ao gravar um vídeo para marcar o primeiro ano da morte do apresentador Gugu Liberato. No conteúdo publicado nas redes sociais na última sexta-feira (20), a viúva fala que a data é um “dia muito difícil” e comenta a saudade que sente do marido. Já João Augusto e as gêmeas Marina e Sofia homenagearam a memória do pai com o anúncio do projeto Gugu Vive, que incentiva doações de órgãos.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“Eu sei que pra vocês todos também é um dia muito difícil, sei o quanto vocês amavam o Gugu. E o Gugu amava o público dele, fazer o que ele fazia”, disse Rose, no vídeo compartilhado no Instagram.

Leia também:

No depoimento, a viúva afirma que “a dor é muito grande”. “A saudade chega a cortar meu coração, chega a me deixar doente. É muito difícil. Sinto saudade do sorriso dele de orelha a orelha”, contou, emocionada.

Vítima de um acidente doméstico em Orlando, nos Estados Unidos, Gugu morreu aos 60 anos. Rose narrou como foram os últimos momentos do marido, após a queda que ele sofreu dentro de casa.

“Gugu morreu na hora, não teve o que fazer. Quando a gente chegou no hospital, a doutora falou: morte cerebral. Eu quase morri, tive que ser atendida no pronto-socorro, foi horrível. Eu não acreditava, gente, eu não acredito até hoje que o Gugu se foi. (...) Eu perdi parte de mim”, desabafou ela, acrescentando que venerava e admirava o marido. “Ele me ensinou a ser uma pessoa melhor nessa vida.”

Os filhos do apresentador, por sua vez, mostraram, com orgulho, o projeto Gugu Vive, que estimula que mais pessoas sigam o exemplo da família.

“As pessoas não precisam ter medo, devem ajudar como meu pai ajudou mais de 50 pessoas”, explicou Marina, em entrevista ao programa “Domingo Espetacular”, que vai ao ar no próximo domingo (22).

No programa, eles contam que ficaram surpresos ao descobrir o quanto o pai era querido no país. “Todo mundo chorando junto, achei isso muito bonito”, diz Sofia, sobre o velório de Gugu.

João Augusto disse que fez questão de entrar no carro e levar o caixão: “Queria ver as pessoas na rua e de frente, porque de um jeito ou de outro eles estavam sentindo o que a gente estava sentindo”.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube