Rony faz valer a 'lei do ex', e Palmeiras vence o Athletico-PR

Rafael Marson
·3 minuto de leitura

Em duelo válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras fez uma partida impecável no Allianz Parque e venceu com tranquilidade o Athletico-PR, por 3 a 0.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Com o resultado positivo, a equipe de Abel Ferreira ultrapassa o Internacional e chega ao quarto lugar, com 37 pontos. O Furacão teve sua série de quatro vitórias consecutivas interrompidas no torneio e estacionou na 11ª posição.

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO BRASILEIRÃO

Dominância alviverde na primeira etapa

O Palmeiras pressionava a saída de bola do Athletico-PR e o gol não demorou para sair. Aos sete minutos, Viña recuperou a bola no ataque e deu para Scarpa. O meia passou para Lucas Lima que, de primeira, acertou ótimo lançamento para Patrick de Paula, que bateu com categoria no ângulo esquerdo do goleiro Bento, marcando para o Verdão após mais de três meses.

Cinco minutos depois, foi a vez dos paranaenses responderem. Pela esquerda, Léo Cittadini cruzou na área. Gustavo Gómez furou e a bola sobrou para Bissoli, que também errou a bola.

Leia também:

O Furacão insistia em sair jogando com os defensores, e o time não conseguia passar do meio-campo. O Palmeiras circulava bem a bola, encontrando espaços para tabelar no campo adversário.

Os mandantes tiveram uma ótima chance de ampliar. Pela direita, Zé Rafael cruzou rasteiro. A bola chegou limpa na esquerda para Scarpa. O meia chutou com força e carimbou a trave.

O Verdão criava bastante e o segundo gol saiu em jogada iniciada pela direita. Aos 34, Zé Rafael cruzou pela direito e Gabriel Menino dividiu com Bento. A bola ficou no alto e Rony , quase dentro do gol, fez valer a lei do ex e tocou de cabeça para o gol.

Verdão amplia e controla a partida

Na volta do intervalo, Autuori tirou Bissoli e Walter, tentando mudar a dinâmica no ataque do time. No entanto, o Palmeiras seguia muito organizado e chegou ao terceiro gol aos quatro da segunda etapa.

Gabriel Menino cobrou escanteio e Rony, no meio dos zagueiros, subiu sozinho e testou firme para fazer o seu segundo gol na partida.

Com a vantagem construída, Abel Ferreira passou a preservar os titulares e fez todas as substituições possíveis. Do outro lado, Autuori não encontrava soluções para melhorar a sua equipe.

O Furacão, que deu apenas três chutes ao gol, só conseguiu incomodar os mandantes aos 22. O volante Danilo se atrapalhou na saída de bola e entregou para Renato Kayzer. O atacante demorou para se posicionar e Weverton conseguiu travar o chute.

O Palmeiras diminuiu o ritmo e controlava a posse, enquanto o Athletico corria mas não conseguia causar perigo ao adversário. Esse roteiro permaneceu até o apito final de Anderson Daronco.

Data: 28 de Novembro de 2020
Horário: 17h (de Brasília)
Local: Allianz Parque, em São Paulo
Árbitro: Anderson Daronco-RS
Assistentes: Rafael da Silva Alves-RS e Michael Stanislau-RS
VAR: Daniel Nobre Bins-RS, Marielson Alves Silva-BA e André da Silva Bitencourt-RS


GOLS: Palmeiras - Rony (34'/1ºT), (8'/2ºT) e Patrick de Paula (7'/1ºT )


CARTÕES AMARELOS: Athletico-PR - Christian (25'/2ºT); Palmeiras - Danilo (3'/2ºT) e Gabriel Menino (21'/2ºT)


PALMEIRAS
Weverton, Gabriel Menino, Emerson Santos, Gustavo Gómez e Matías Viña; Patrick de Paula (Luan, 29/2ºT), Danilo, Zé Rafael (Gabriel Silva, 17/2ºT), Lucas Lima (Breno Lopes, 24/2ºT) e Gustavo Scarpa (Alan Empereur, 30/2ºT); Rony (Veron, 16/2ºT). Técnico: Abel Ferreira


ATHLETICO-PR
Bento; Erick (Ravanelli, 17/2ºT), Pedro Henrique, Thiago Heleno e João Victor; Wellington, Christian e Léo Cittadini (Lucho González, 18/2ºT); Bissoli (Lucas Halter, 00/2ºT), Kayzer e Walter (Fabinho, 00/2ºT). Técnico: Paulo Autuori

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos