Ronaldo seguirá herói e exemplo de Ibrahimovic, agora em uma situação diferente

Header Tauan Ambrosio

Por Tauan Ambrosio 

Zlatan Ibrahimovic nunca escondeu a sua idolatria por Ronaldo Fenômeno. A admiração já foi comprovada nos olhares do sueco antes de um clássico entre Internazionale e Milan, em 2007, e em declarações dadas pelo atacante que atualmente defende a camisa do Manchester United.

“Enfrentei muitos bons jogadores e é difícil eleger só um. Mas eu diria que o Ronaldo Fenômeno é o jogador mais completo. Ele é meu ídolo. Para mim, jamais haverá um atleta melhor que ele”, afirmou Ibra em entrevista para a Sports Illustrated, ao justificar os olhares fixos, seguidos por leves sorrisos, naquele fatídico jogo.

Sem querer comparar tecnicamente os dois, podemos notar algumas semelhanças nas carreiras de Zlatan e Ronaldo: ambos deixaram clubes de seus países para jogarem na Holanda [R9 brilhou pelo PSV, enquanto Ibra ganhou muita experiência no Ajax] e tiveram sucesso na Itália [vestindo as camisas de Inter e Milan, sendo que Ibrahimovic ainda teve excelente passagem na Juventus]. Tanto o brasileiro quanto o sueco também tiveram passagens relâmpago pelo Barcelona, embora Ronaldo tenha tido um sucesso que Zlatan não conheceu dentro do Camp Nou.

E se no âmbito das seleções a única semelhança está nas cores dos uniformes, um novo acontecimento voltou a unir o fã ao ídolo. Só que desta vez não foi gol ou algo parecido. Na última quinta-feira (20), Ibrahimovic deixou o jogo contra o Anderlecht – que garantiu, na prorrogação, os ingleses na semifinal da Europa League – após lesionar o joelho. A queda feia, sofrida após disputa pelo alto, fez com que jornais sacramentassem a sua aposentadoria do futebol.

zlatan ibrahimovic

Ibra sente o joelho contra o Anderlecht (Foto: Getty Images)

Ronaldo sabe muito bem o que é ter o fim de sua carreira decretada. No dia 12 de abril de 2000, o então jogador da Internazionale protagonizou uma das cenas mais fortes, em todos os tempos, do futebol. Contra a Lazio, no estádio Olímpico de Roma, o brasileiro voltava a entrar nos gramados após cinco meses afastado por uma lesão no joelho. Só que o retorno durou poucos minutos. O atacante, principal jogador do Brasil à época, mostrou vontade e foi pegando confiança aos poucos. No entanto, durante uma arrancada ao ataque o tendão de seu joelho direito rompeu completamente.

Ronaldo - Inter
Ronaldo 2002

Da fatídica lesão ao título mundial: R9 foi exemplo de superação (Fotos: Getty Images)

A imagem é famosa: Ronaldo em prantos, sentindo a dor física e sentimental. Ali, muitos decretaram o fim de sua carreira e o próprio jogador não sabia se conseguiria voltar aos gramados. Só que depois da cirurgia e muito trabalho, o técnico Luis Felipe Scolari mostrou confiança em seu camisa 9 e o levou para a Copa do Mundo de 2002. Lá, Ronaldo foi um dos maiores destaques da Seleção Brasileira na conquista do Penta e mostrou que ainda era um dos melhores do mundo.

Poucos dias depois de sua lesão, Ibrahimovic garantiu que ainda voltará aos gramados em uma mensagem cheia de confiança. Na Europa dizem que o seu contrato não será renovado com o Manchester United, mas Zlatan sabe que ainda terá mercado em outras praças caso isso aconteça. E se ao longo de sua carreira o sueco se inspirou nos gols de Ronaldo para fazer sucesso e colecionar títulos, agora terá no seu herói de sempre o grande exemplo para se recuperar e fazer o que sabe: jogar futebol.