Ronaldo revela que Cruzeiro não mandará jogos no Mineirão em 2023

Decisão é mais um capitulo das discordâncias entre a diretoria celeste e a Minas Arena, administradora do estádio - (Foto: Staff Images/Cruzeiro)

Após pedir a alteração de local no clássico contra o Atlético-MG, a gestão de futebol do Cruzeiro, na figura de Ronaldo Fenômeno, revelou que o clube celeste não mandará jogos no Mineirão em 2023. O ex-atacante disse que, para esta temporada, a relação com a Minas Arena, administradora do Gigante da Pampulha, está rompida.

- Esse ano damos como rompida a nossa relação com Minas Arena. Não jogaremos no Mineirão este ano. É um problema que o governo do Estado vai precisar resolver - afirmou o executivo, em live no seu canal da Twitch.

Leia também:

Com isso, a casa do Cruzeiro na temporada deve ser a Arena Independência, também em Belo Horizonte. Inclusive, é no Horto que o time celeste estreia como mandante no próximo sábado, 28 de janeiro, diante do Athletic, às 10h30. O jogo contará com a presença do Fenômeno.

A decisão é mais um capítulo do imbróglio entre o Cruzeiro e a Minas Arena, já que o clube considera os valores de operação do estádio muito altos. Vale lembrar que Ronaldo e sua equipe já chegaram a se reunir com o Governo de Minas Gerais, com a intenção de fazer com que Raposa tenha a administração do Mineirão.

No entanto, para isso, o Cruzeiro teria que desembolsar R$ 400 milhões, valor que resultaria numa indenização do Governo para com a Minas Arena, e, consequentemente, na ruptura do contrato com a administradora.