Ronaldo Jacaré é diagnosticado com COVID-19 antes de luta pelo UFC 249

AFP
O lutador brasileiro Ronaldo Jacaré deu positivo para COVID-19 em exames médicos que antecederam o UFC 249
O lutador brasileiro Ronaldo Jacaré deu positivo para COVID-19 em exames médicos que antecederam o UFC 249

O lutador brasileiro Ronaldo Jacaré deu positivo para COVID-19 em exames médicos que antecederam o UFC 249, no qual estava escalado para lutar com o jamaicano Uriah Hall, neste sábado, no estado da Flórida.

O evento de retorno do UFC, no entanto, está confirmado.

Os organizadores cancelaram a luta do peso médio brasileiro contra o jamaicano, que integrava o card de combates do UFC 249, programado para sábado em Jacksonville.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Não foram registrados outros exames de COVID-19 positivos nos atletas restantes que participarão no UFC 249", afirmou a organização em um comunicado.

Segundo a emissora ESPN, ao chegar à Flórida na quarta-feira, o o brasileiro relatou suas suspeitas de que alguns de seus familiares poderiam estar com coronavírus.

Jacaré foi submetido ao teste e foi isolado em um hotel aguardando os resultados, que foram divlgados nesta sexta-feira com diagnóstico positivo.

O UFC-249, realizado em Jacksonville, será o primeiro evento do UFC (The Ultimate Fighting Championship) desde 14 de março, depois de várias tentativas fracassadas de retomar suas lutas no meio da pandemia.

O caso do brasileiro, que chegou a participar na apresentação do evento à imprensa na sexta-feira, representa um golpe para o UFC, cujo presidente Dana White desejava retomar os combates há várias semanas, apesar da expansão da pandemia de COVID-19 pelos Estados Unidos.

O evento deste sábado, que será exibido ao vivo pela ESPN, é o primeiro do UFC desde 14 de março, após várias tentativas frustradas.

Leia também