Ronaldo Fenômeno é eleito “Ícone do Ano” pela revista GQ Brasil

Reprodução - Ronaldo Fenômeno mudou a história do Cruzeiro


Um dos maiores jogadores da história do futebol brasileiro, Ronaldo Fenômeno tem conquistado o respeito e a admiração do meio esportivo atuando à frente do Cruzeiro, clube que comprou 90% das ações da SAF. E, nessa quinta-feira (3/11), a revista GQ Brasil anunciou que o executivo de futebol foi eleito “ícone do ano” em função da campanha do time celeste que culminou com o título da Série do Campeonato Brasileiro da Série B.

O anúncio da premiação destacou os 20 anos da conquista do pentacampeonato da Copa do Mundo e os feitos da gestão empresarial do Fenômeno no Cruzeiro.

Em post no twitter, a Revista GQ Brasil destacou que "Ronaldo é o ícone do Ano do Men of the Year 2022. No ano de celebração das duas décadas do penta, o Fenômeno voltou ao Cruzeiro, clube que o revelou, para um choque de gestão empresarial que resultou no retorno da equipe à elite do futebol nacional", escreveu.

Ronaldo Fenômeno anunciou a compra de 90% das ações da SAF do Cruzeiro em dezembro de 2021. O executivo, que também é dono do Real Valladolid-ES, vai investir cerca de R$ 400 milhões no clube mineiro. Antes da aquisição do ex-atacante, a Raposa estava há duas temporadas na Série B do Brasileiro e com uma dívida de, aproximadamente, R$ 1 bilhão.

À frente do Cruzeiro, Ronaldo Fenômeno adotou uma grande austeridade financeira, renegociou contratos, dispensou jogadores com salários elevados – como o goleiro Fábio, pagou dívidas do clube na FIFA - que impediam time de contratar e manteve os salários em dia.

Além disso, Ronaldo Fenômeno devolveu a tranquilidade no ambiente, a credibilidade no mercado e a torcida celeste abraçou o time. Prova disso é que, recentemente, o programa de sócio-torcedor da Raposa tem mais de 70 mil sócios.

Com um time mais barato e competitivo, o Cruzeiro fez uma grande Série B e ratificou o acesso com várias rodadas de antecedência. Para o ano que vem, Ronaldo Fenômeno já destacou que a Raposa terá uma equipe forte, mas manterá a austeridade financeira e não cometerá loucuras em busca de reforços.

Neste domingo (6/11), o Cruzeiro enfrenta o CSA, no Mineirão, em jogo em que vai receber a taça de campeão da Série B do Campeonato Brasileiro.