Larry Bird deixará presidência dos Pacers; gerente geral vai substituí-lo

Redação Central, 28 abr (EFE).- Larry Bird deixará a presidência do Indiana Pacers e na próxima temporada será substituído pelo gerente geral da franquia, Kevin Pritchard, de acordo com informações divulgadas nesta sexta-feira pela imprensa americana.

Embora oficialmente a informação ainda não tenha sido anunciada, a equipe anunciou que na próxima segunda-feira haverá uma entrevista coletiva, na qual provavelmente serão divulgados os detalhes da saída de Bird, que vinha renovando contrato anualmente.

O agora dirigente sai antes de um período crucial para os Pacers, que precisarão tomar uma decisão sobre o futuro de sua estrela, o ala Paul George, que no final da próxima temporada será agente livre sem restrições.

Bird, de 60 anos, tornou-se técnico da equipe de Indiana em 1997 e na mesma temporada ganhou o prêmio de Técnico do Ano. Permaneceu no cargo até 2000, e em 2003 voltou à franquia como presidente de operações.

O lendário ex-jogador do Boston Celtics também foi eleito Executivo do Ano na temporada 2012/2013, depois que os Pacers chegaram às semifinais da Conferência Leste, em que perderam para o Miami Heat.

Deixou a função no fim dessa temporada, mas um ano depois retornou à franquia, novamente como presidente de operações, mas não obteve o mesmo sucesso. O time até avançou aos playoffs, mas foi varrido pelo Cleveland Cavaliers.

Bird é o único profissional na história da NBA que ganhou os prêmios de Jogador Mais Valioso (MVP), Técnico do Ano e Executivo do Ano. EFE